Entrevista – Diego “JC_Ferrero” Cantanhede

Por: 08/10/2008

JC_Ferrero: Meu nome é Diego Cantanhede, tenho 23 anos, nasci e moro em Brasília. Sou funcionário público do Banco Central do Brasil e curso Ciências Contábeis na Universidade de Brasília-UnB. Atualmente jogo nl100, 6max e hu, e quando tenho um tempinho gosto de jogar alguns mtt’s de $55, $33 e $22.

André: Há quanto tempo você joga poker? Seu início foi difícil? Como você construiu o seu bankroll?

JC_Ferrero: Sempre adorei jogos de cartas. Desde pequeno sempre joguei truco, buraco, caixeta, copo d’agua, etc. O poker apareceu como uma brincadeira entre amigos e como já jogava truco online, um dia resolvi procurar no google se existia algum site que pudesse jogar poker, mas mais por entretenimento mesmo. Na época nem sabia que existia jogos online valendo dinheiro.

Foi então que há pouco mais de 2 anos eu descobri o Everest e comecei a jogar playmoney até descobrir que existia algumas mesas nas quais o jogador podia ganhar alguns centavos jogando de graça, as famosas Shastas. Joguei durante muito tempo nas shastas, até juntar algo como 2, 3 dólares e daí ia jogar os sng’s de $0,27 ou $0,55 e obvio que quebrava e lá ia eu de novo para as shastas e foi assim durante muito tempo. Depois de um tempo juntei algo como 20 dólares jogando sng’s no Everest e fui jogar cash game (NL2 na época).

Daí gradualmente fui subindo de nível até chegar na nl50. Nesse meio tempo ainda não trabalhava, então sempre vendia todo o lucro do mês, o que me impossibilitou de subir de nível na época. Fiquei um tempo jogando muito pouco, estudando para concurso, até que passei no Banco. De lá pra cá, não precisei sacar nem vender mais parte do meu bankroll para pagar minhas contas, o que me possibilitou poder subir para a nl100, jogando até de forma confortável. Só que atualmente estou tendo bem menos tempo que tinha antes pra jogar, mas aos poucos estou tentando administrar melhor meus horários para poder ao menos jogar 20k hands por mês.

André: Você se considera um jogador tight ou loose? Quão agressivo?

JC_Ferrero: Meus amigos até brincam comigo sempre falando que eu sou nit, mas nem me considero não. Atualmente jogo algo como 21/17 – 6max e 48/42 – hu, então acho que nem sou tão nit assim não lol. Acho que saber me adaptar bem a cada tipo de jogador. Muita gente joga da mesma forma contra um lag, contra um nit ou contra um tag. Acho que eu consigo me adaptar e identificar bem como ser lucrativo contra cada um desses jogadores. Talvez essa seja a minha principal virtude. Tenho melhorado também meu estado de tilt quando estou em sessions ruins. Há um tempo eu ficava muito nervoso, quebrava mouses etc, ultimamente tenho melhorado bastante isso, mesmo ainda não tendo atingido o que eu considere o ideal.

André: Qual foi o seu melhor resultado jogando poker?

JC_Ferrero: Que eu me lembre foi num mtt de $5+R que eu ganhei e levei algo como 2k e num dia de cash game hu nl100 que eu ganhei acho que 10 buy ins.

André: Você já teve um mês “down” no poker? Como foi essa experiência?

JC_Ferrero: Claro, todo mundo acho que já teve. Eu consigo lidar tranqüilo com isso, lógico que ninguém fica feliz, mas isso eh super normal. Talvez eu saiba lidar bem também por não precisar da grana do poker, então o que eu ganho jogando é mais um lucro mesmo, nada que eu vá deixar de pagar uma conta, deixar de sair ou algo do tipo. Acho que pra quem vive só de poker deve ser bem mais complicado um mês negativo e com certeza a pressão fica muito grande, por isso para uma pessoa estar bem decidida a viver só de poker ela tem que saber que isso vai acontecer e saber aceitar isso muito bem.

André: Como é a sua rotina atualmente?

JC_Ferrero: Minha rotina é meio louca. Como estudo de manhã, tenho trabalhado de madrugada (0h as 8h) e dormido durante as tardes. Então o tempo que me resta livre é durante a noite (18h as 23h). Durante esse horário, saio com minha namorada ou com amigos, assisto a filmes, leio o fórum, assisto vídeos da CR e óbvio jogo poker. Isso nos dias de semana, porque nos finais de semana tento arrumar o máximo de tempo possível para o poker e outras atividades como jogar tênis e óbvio, levantamento de copo hehe.

André: Qual(is) jogador(es) estrangeiros você admira e por quê? E brasileiros?

JC_Ferrero: Estrangeiro eu gosto muito do “menlo” que na minha opinião é o melhor jogador de multi-tables online atualmente. Já no live o que eu mais gosto disparado é o Negreanu, por quê além de ser um ótimo jogador, tem uma personalidade muito legal para um jogador live e foge um pouco do estereótipo de jogador bad boy-mala, que eu acho muito podre.

Um jogador brasileiro que admiro bastante é o Akkari. No final de novembro ganhei uma vaga para jogar o 100k do Omega e lá fiz mesa final no torneio que teve uns 350 participantes. No final do 1º dia fui movido pra mesa do Akkari e joguei com ele até o final do dia e todo o dia 2 até chegarmos juntos à mesa final. Achei impressionante como ele consegue botar pressão, dominar a mesa e mudar de marcha nas horas certas do torneio. Alem de ser um excelente jogador, é uma ótima pessoa, sempre muito simpático, bem humorado e educado com todos na mesa. Por isso acho que ele é tão querido por todos que jogam poker no Brasil.

André: Você já leu livros sobre poker? Quais lhe trouxeram mais benefícios?

JC_Ferrero: Já li o Super System do Doyle, Theory and Practice do Ed Miller e do Sklansky e comecei Harrington on Holdem 1, mas nem tive saco pra acabar.

O que mais me ajudou com certeza foi o Theory and Practice que utiliza conceitos mais atuais que o Super System, além de ser um dos melhores livros pra quem quer aprender algo sobre cash game. Mas mesmo assim aconselho a leitura do SS1, porque não deixa de ser legal também ler um pouco sobre a história do Doyle.

André: Você usa algum software de poker? Se sim, qual ?

JC_Ferrero: Sim, Holdem Manager e Spade Eye.

André: Se você tivesse que dar um único conselho para um iniciante, qual seria?

JC_Ferrero: Comece jogando poker porque você gosta do jogo e se diverte jogando. Na minha opinião é um grande erro começar a jogar só porque quer ganhar dinheiro ‘fácil’ jogando poker. Se você não gosta de jogar e não se diverte jogando, nem comece a jogar porque você vai perder tempo, isso porque não vai conseguir ter a dedicação suficiente para ser um jogador vencedor.

E óbvio, se você decidir levar o poker a frente, jogue CASH GAME, leia bastante o fórum (principalmente a parte de SSCG), assine pelo menos uma escola de poker (aconselho card runners ou universidade do poker se você não entende inglês) e quando já tiver pelo menos uma visão decente do jogo, pegue um coach com alguém. Ah, era só um ? Foi mal =p

André: Se você tivesse que começar hoje do zero a sua carreira, com um bankroll de $150 dólares, como o faria? O que jogaria e em o que investiria? E se o bankroll fosse de $1000 dólares?

JC_Ferrero: Admitindo que eu já tivesse uma noção boa do jogo, com 150 dólares eu jogaria nl5 e com 1000 dólares jogaria nl25. Talvez com 1000 dólares já dê pra investir em algum software como HM, mas na minha opinião não tem tanta importância assim nesse momento. Talvez o ideal seja jogar até nl25 sem softwares auxiliares para você aprender sozinho a ler os demais jogadores e não tomar suas decisões se baseando apenas nos números do HM.

André: Qual é o jeito mais rápido de aprender a jogar poker ?

JC_Ferrero: Aprender o básico acho que ler o Guia para Iniciantes do MaisEV, ou lendo artigos bem básicos na internet mesmo, que definam range pré-flop, explicam importância de se jogar em posição, etc.

Agora se o ‘aprender a jogar poker’ se refere a jogar o poker de verdade, de forma mais séria, ai é o velho tripé que citei anteriormente mesmo: fórum-vídeos-coach.

André: Você já fez alguma loucura com o dinheiro ganho jogando poker? Faria-a novamente? Como você gasta e administra as suas finanças atualmente?

JC_Ferrero: Loucura não. O que eu já fiz foi sacar uma grana e fazer uma viagem com minha namorada para Fortaleza, comprar um notebook, uma tv, etc. mas nada demais não. Atualmente eu gasto meu dinheiro basicamente com minha namorada, sair com amigos, viagens e às vezes compro algum eletrônico que acho legal. Quanto a investimento eu sou muito desleixado. To há um tempão já falando que vou investir a grana que tenho parada em algum fundo ou de entrada na compra de um apartamento ou sei lá investir na bolsa, mas acabo não decidindo e não fazendo nada disso e a grana fica parada na conta corrente. Mas essa é uma das minhas metas até o final do ano: investir essa grana que té parada (que nem é muita coisa assim não hehe).

André: O que você pretende fazer daqui pra frente na sua carreira de jogador de poker? Onde você se vê daqui a 3 anos?

JC_Ferrero: Ah pretendo continuar jogando tranqüilo, sempre estudando e aprendendo alguma coisa e subindo de nível gradualmente, sem pressa e sem pressão. Daqui a 3 anos não tenho a mínima idéia do que vou estar fazendo, juro. Como nem pretendo, pelo menos a princípio, viver de poker, queria continuar jogando por hobby mas lógico ganhando o máximo de dinheiro possível =]

André: Como você conheceu o MaisEV? E que parte(s) do MaisEV você mais gosta/freqüenta e porquê?

JC_Ferrero: Já freqüentava o CDP e conheci o MaisEV depois que todo mundo de lá migrou para cá, e na minha opinião essa mudança foi muito boa para todos. A parte que mais freqüento no MaisEV é a sessão de esportes (adoro discutir sobre futebol e convencer a todos que o meu tricolor owna tudo lol), off-topic e as sessões de cash game. Mas quando tenho mais tempo eu acabo lendo o fórum todo, de cabo a rabo, menos a parte de sng’s.

André: Mande uma mensagem aos usuários do MaisEV.

JC_Ferrero: Primeiro queria agradecer e parabenizar ao Pep por ter idealizado o fórum e tê-lo tornado possível. Com certeza hoje ele deve se orgulhar muito do que ele fez. Gostaria também de agradecer a todos os moderadores e usuários do MaisEV que sem eles também o fórum não existiria, com certeza. E por fim mandar um abraço pra todos os amigos que fiz no MaisEV nesse tempo.


Veja mais: