Entrevista – André “DEXX_RJ” Paiva

Por: 10/09/2008

Danilo Telles: Qual a sua rotina ?

DEXX_RJ: Eu tenho como meta diária: acordar cedo, ir à praia, jogar pelo menos 1K hands de tarde, malhar e voltar pra casa pra jogar pelo menos mais 1k hands de noite.

Danilo Telles: Há quanto tempo você joga poker? Como foi o seu início?

DEXX_RJ: Jogo poker há cerca de 2 anos. Posso dizer que é uma longa história com capítulos bem felizes, e com sorte, longe do seu final. Comecei jogando freerolls no extinto ‘poker.com’ e foi lá que aprendi as regras do jogo.

Depois de passar semanas com despertadores durante a madrugada para não perder um freeroll sequer, me deliciando ao ganhar exatos $3,58 (lembro até hoje, meu primeiro dinheiro ganho com poker) e depois de bater um field de mais de 1500 pessoas, descobri um bônus de $50 no Party Poker.

Então comecei a jogar Sng’s de $3, passando por muitos altos e baixos e com muitas incertezas sobre como ganhar dinheiro jogando poker. Nesse período, estava fazendo faculdade de Direito (IBMEC), não tinha um tostão para fazer depósitos (e a perspectiva de perder aquele dinheiro era desanimadora), não tinha apoio da família, mas tinha uma certeza: queria levar aquilo a sério. O vislumbre de jogar poker profissionalmente já me encantava desde aquele momento.

Insatisfeito com a variância de SnG’s, comecei a estudar cash game e fiz a transição. Provavelmente esse foi o momento mais delicado da minha carreira. Com o foco no poker, achava que não estava levando nem os estudos da faculdade, nem o poker a sério, então tomei a difícil decisão (que hoje vejo acertada): larguei a faculdade que meus pais pagavam com muito sacrifício e passei a me dedicar somente ao poker, sem apoio da família e amigos, que criticavam a decisão.

A partir daí, as coisas se desenrolaram de forma natural, larguei uma segunda faculdade (que tinha entrado apenas para acalmar meus pais) e vi meu jogo sendo prejudicado pela pressão e ambiente em casa. Decidi sair de casa e fui morar com o Michel provisoriamente e, enfim, fui morar sozinho. Sempre estudando e crescendo no poker.

Tomar essas decisões, sem provas para mostrar que poker é uma realidade e pode dar certo (quando larguei a primeira faculdade, por exemplo, estava na NL25) e sendo criticado pelas pessoas mais importantes para você não foram fáceis, muito pelo contrário, ainda mais quando se é jovem, mas hoje fico feliz por tê-las tomado.

Danilo Telles: Porque você largou a Faculdade ?

DEXX_RJ:
Como disse, a primeira faculdade que fiz era extremamente puxada e chegou um momento que percebi que não conseguiria conciliar o poker e a faculdade de forma satisfatória, tendo bons resultados em ambos. Depois, procurei uma faculdade mais “light” que me permitiria fazer as duas atividades. O problema é que, como já tinha o poker como meta, sentado ali em uma sala de aula escutando sobre a História da Psicologia, eu sentia que estava perdendo dinheiro e tempo de estudo para o poker. Foi nesse momento que desisti de ter um diploma de nível superior (e a tão sonhada cela especial).

Danilo Telles: Quais sites, quais limites e quantas mesas você joga ?

DEXX_RJ: Atualmente, jogo NL400 – NL600 6max com 6 mesas simultâneas no PartyPoker mas estou fazendo os preparativos para, em breve, jogar 9 mesas de forma confortável.

Danilo Telles: Você já teve um mês “even” ou “down” no poker? Como foi essa experiência?

DEXX_RJ:
Nos primeiros meses, quando recebi os 50$ da promoção, eu ficava even ou down constantemente. A experiência desse downswing não foi tão ruim, o pior era saber que estava com a corda no pescoço e que se as coisas não melhorassem, zeraria meu diminuto bankroll. A sensação era horrível!

Já estável no poker, em janeiro desse ano tive o mês que mais exigiu meu controle no jogo, passei por uma bad run fenomenal que me deixou even em mais de 60k mãos. Passei tranqüilo (até onde uma pessoa pode se manter sóbria num momento desses) por isso e sabia que era uma fase, não estava sofrendo por leaks e que, por isso, logo retomaria minha escalada. Hoje até brinco que sou quase um robô na questão do tilt e posso dizer que isso é graças àquele mês.

Danilo Telles: Você se considera um jogador…

DEXX_RJ: Disciplinado, sólido, atento e controlado.

Danilo Telles: Quais são as suas maiores qualidades no game?

DEXX_RJ: A solidez e principalmente o fato de eu não ‘tiltar’ nunca.

Danilo Telles: Você tem alguma estratégia para as pessoas que estão começando não tiltarem também ?

DEXX_RJ: Difícil. Depende muito do emocional da pessoa, mas eu tenho para mim que não existe nada mais tiltante do que perder dinheiro tiltado. Um círculo vicioso que coisa boa não é. Então, se estou confortável com meu jogo, sei que os momentos de tilt vão passar com o longo prazo e vou sair por cima na amostragem geral. É assim que penso e tem funcionado para mim.

Danilo Telles: O que você espera do poker?

DEXX_RJ: Minha aposentadoria aos 25 anos de idade.

Danilo Telles: Você já leu livros sobre Poker? Qual lhe trouxe mais benefícios ?

DEXX_RJ: Como eu não sei inglês, só li 2 livros: o “Livro Verde do Poker” e o “Theory of Poker“. No começo, o ‘ToP’ me ajudou muito a entender a real complexidade do jogo, então fico com ele como mais benéfico.

Danilo Telles: Qual a melhor forma de aprender a jogar poker na sua opinião ?

DEXX_RJ: Onde mais aprendi, sem sombra de dúvidas, foi praticando, mas eu diria que ter aulas com um coach é a melhor forma de aprender, depois lendo sobre o assunto, assistindo vídeo-aulas e participando do MaisEV.

Danilo Telles: Qual jogador você admira e por quê?

DEXX_RJ: RoyalSalute. Pelos posts dele já se vê alguém que sabe do que está falando, conhece as nuances do jogo, estuda para melhorar. Na minha opinião, é o melhor jogador de cash game do MaisEV, além de ser um excelente professor.

Danilo Telles: Se você tivesse que dar um único conselho para um iniciante, qual seria?

DEXX_RJ: “Você é um merd*, porque fica fazendo atitudes de merd*. Aja que nem homem, pare de chorar pelo software, pare de pensar que está numa badrun, pare de ficar olhando seu EV graph, pare de ficar olhando essa porcaria de hud, e vá aprender a jogar poker.” por Rodolfo Lacerda

Brincadeira… ou nem tanto. É isso, pare de se basear nos resultados, investigue seu jogo, seus leaks, procure ajuda e invista na qualidade. Em um primeiro momento os seus resultados insatisfatórios podem até não depender exclusivamente de você, mas se você estiver sempre buscando seu “A” Game, o longo prazo só vai trazer recompensas. Ou isso ou você não leu o primeiro parágrafo com atenção.

Danilo Telles: Como você conheceu o MaisEV? E que partes do MaisEV você mais gosta/frequenta e porquê ?

DEXX_RJ: Conheci o fórum através do Blog do Riccio, conheci, me cadastrei, gostei, fiquei. Acompanho o MaisEV desde o começo, com especial atenção a sessão de “High Stakes” e “Poker em Geral”.

Danilo Telles: Mande uma mensagem aos usuários do MaisEV.

DEXX_RJ: Espero que vocês tenham gostado, aprendido alguma coisinha que seja, me conhecido melhor e que coloquem seus objetivos à frente dos objetivos que os outros têm para você… e vamos grindar!

Danilo Telles: Obrigado DEXX_RJ, por dividir suas experiências com os leitores do MaisEV. Você pode encontrar o DEXX_RJ em nosso Fórum.


Veja mais:

Salas de Poker