Entrevista Com Jared Tendler, Autor de “The Mental Game of Poker”

Por: 04/04/2012

Seu background não é do poker, mas sim do golfe. Por que você escolheu ajudar jogadores de poker ao invés de jogadores de golfe?

Eu escolhi trabalhar com poker porque eu vi que havia um grande potencial para mim na indústria. Na época que eu trabalhava com jogadores de golfe, eu desenvolvi um bom mercado em Arizona e estava consistentemente ganhando mais credibilidade na indústria. Entretanto, no golfe, há centenas, senão milhares de profissionais como eu ao redor do mundo. No poker, as oportunidades são muito maiores porque há apenas alguns livros e coaches como eu.

Eu sempre amei o jogo de poker e transferir meu conhecimento do golfe para o poker foi um desafio único e inspirador para mim. Foi um grande desafio porque eu sabia muito pouco sobre o poker de alto nível. Mas, essa experiência me forçou a entender ainda melhor o jogo mental em geral, e como ser mais efetivo como um coach. É uma loucura o tanto que eu aprendi com o poker comparando com quando eu trabalhava com jogadores de golfe. Sou dez vezes melhor agora como um coach por causa do tanto que trabalhei.

Qual é a diferença entre os trabalhos mais conhecidos sobre a psicologia do poker, como os livros de Tommy Angelo e Alan Schoonmaker, e o seu?

Há muitas diferenças, mas primeiro eu quero dizer que tenho um grande respeito por estes autores e suas contribuições para o poker. Eles criaram o caminho para tornar o jogo mental mais aceito no poker, e eu sei que eles tornaram meu trabalho mais fácil. Ainda não é muito fácil, porque há muitos jogadores de poker céticos que estou tentando alcançar, mas certamente está mais fácil.

A maior diferença entre meu trabalho e o deles é que eu forneço um mapa claro sobre como resolver o tilt, problemas de foco, medo, confiança baixa e muitas outras questões do jogo mental. Os livros deles falam bastante sobre boas filosofias, teorias ou conselhos, mas não dão um processo claro de como integrar esses conselhos no jogo. Uma coisa é saber o destino, outra coisa é preparar um caminho ou processo para chegar lá. Minha estratégia também leva em conta as realidades de como seus cérebros funcionam. Isso é algo frequentemente esquecido na psicologia comum do poker, e pode ser o único responsável para a falha dessas estratégias.

Outra coisa que acrescentei foi a importância de entender como aprender com eficiência. Se você vai corrigir um problema no jogo mental, precisa aprender a corrigir isso. Parece simples, mas é incrível quantos jogadores de poker tem visões incorretas do processo de aprendizagem. Dos mais de 200 jogadores com quem já trabalhei, nenhum entendia isso perfeitamente. Além disso, essas visões imprecisas criaram problemas no jogo mental. O erro de tilt é um exemplo óbvio, mas problemas de confiança, motivação pobre e medo podem acontecer simplesmente porque não entendemos como aprender. Muitos jogadores resolveram problemas sérios de tilt apenas ao entender essas teorias.

Qual é o foco principal do seu programa de coach? Reduzir o tilt, jogar o A-game por mais tempo, lidar com a variância…?

Tilt e variância. Normalmente esses dois andam juntos, e a maioria dos clientes que tive tinham problemas com tilt. Tilt é um dos maiores capítulos do meu livro, que é o material mais completo sobre tilt já criado.

Eu também trabalho com os jogadores sobre como jogar seu A-game por mais tempo. Mas, o lado bom do meu programa e do livro é que ao eliminar tilt, medo e problemas de motivação e confiança, você automaticamente joga seu A-game por mais tempo.

Seus ensinamentos podem ser usados em outros esportes, ou até mesmo na vida real?

Com certeza. Embora jogadores de poker sejam a maior parte dos meu coaching, eu também trabalho com jogadores de golfe, tênis, corretores de ações e jogadores de bridge. Os conceitos se aplicam perfeitamente nessas áreas, as diferença é apenas no contexto e em como aplicar os conceitos.

E também, uma das coisas mais legais para mim é receber feedback dos jogadores que já usaram o material no livro para melhorar outras áreas de suas vidas. Relacionamentos, esportes, negócios, perda de peso, não se irritar no trânsito, etc. ajudar alguém a fazer dinheiro e melhorar no poker é meu objetivo principal, mas saber que alguém pode fazer isso enquanto também melhora sua vida em geral é realmente especial.

Temos visto vários casos de jogadores que largam o poker, seja devido a longas bad runs, esgotamento, instabilidade financeira, falta de controle emocional, etc. Esses problemas podem ser resolvidos trabalhando no lado psicológico do jogo ou, para essas pessoas, o melhor é realmente esquecer o poker?

Tudo isso pode ser trabalhado para ajudar os jogadores a não abandonar o poker. Porém, instabilidade financeira é a questão menos afetada por melhorar questões psicológicas.  Apenas mudar como você se sente em relação à situação não muda a sua situação financeira. Em alguns casos, pode ajudar você a aguentar melhor a pressão, o que te faz jogar melhor, ganhar mais e é bom para seus problemas financeiros. Mas há alguns jogadores que precisam parar de jogar até que seus problemas financeiros sejam resolvidos.

Esgotamento, bad runs e falta de controle emocional são todos o coração do meu programa e o objetivo do meu livro. Vários leitores do livro me escreveram dizendo que ele os impediu de parar, porque eles não ficam mais loucos por causa de um downswing. Eu tive um cliente esse ano que joga HUSNG e estava na pior bad run que eu já vi. Mas ele trabalhou duro pra melhorar seu controle de tilt e agora ele sabe que pode aguentar tudo no poker. Seu jogo mental é tão sólido agora porque foi testado sob pressão intensa. Uma pressão que poucos jogadores poderiam experimentar, porque teriam desistido muito antes.

O objetivo do jogo mental (controle de tilt, maior foco, melhor motivação e confiança, etc.) é a habilidade. Alguns jogadores precisam ter mais habilidade, mas isso pode ser aprendido com a informação correta. O livro não é uma poção mágica, que você lê e seus problemas são instantaneamente resolvidos. É preciso esforço, assim como para aprender os conceitos de um livro de estratégia ou teoria de poker. Desenvolver o jogo mental não é diferente do que aprender a ser um ótimo jogador de poker.

E quanto aqueles que nunca aprenderam realmente a jogar? Você diria que todos podem ser vencedores no poker, desde que tenham a mentalidade correta? Ou o poker não é para todos?

Em primeiro lugar, a matemática nos ensina que nem todos podem ser vencedores. Ter um jogo mental sólido torna mais provável que alguém seja bem-sucedido, mas será sua habilidade no poker comparada com a de seus oponentes que irá determinar seu sucesso.

Não há uma única mentalidade correta. Eu acho que esse é um dos maiores mitos que existem sobre isso. A realidade é que as exigências mentais do poker são muito mais difíceis agora do que há cinco anos atrás, então a mentalidade necessária é um alvo em movimento. Agora eu diria que para ter sucesso os jogadores precisam ser capazes de controlar suas emoções, ser perceptivos, motivados, constantemente trabalhar no seu jogo e ter maneiras dinâmicas de aprender. Mas eu também acho que algumas pessoas são mais naturalmente talentosas ou preparadas para o poker do que outras e por isso são tem sucesso mais fácil que outras.

Em nossos fórums temos diversos jogadores com algum tipo de problema de atenção. Em muitos casos, essa condição atrapalha seu jogo. O que você sugere para essas pessoas?

Eles precisam trabalhar o foco como se fosse um músculo. Aumentar a resistência mental para focar por mais tempo da mesma forma que se trabalha para ter maior força ou resistência física. Começar com o que você pode fazer – digamos que no poker seja jogar 6 mesas por 2 horas em um alto nível – e então aumentar consistentemente.  Você nunca vai na academia esperando levantar 150 kgs mais do que já consegue levantar, mas jogadores de poker normalmente acham que seu foco d eve melhorar sem que façam nada para iscos.

Ao invés disso, eles dizem que tem TDAH ou algum outro problema, mas para muitos, isso é apenas uma desculpa para não se trabalhar nisso. Sim, alguns realmente tem esses problemas, mas com pesquisas em medicações para TDAH melhorando sua efetividade no longo prazo, não importando qual a gravidade do problema, comece com o que você já pode fazer e construa seu músculo mental para aumentar o foco.

Para encerrar, qual você acha que é o maior obstáculo para jogadores de poker online, e qual a melhor maneira de ultrapassá-lo?

Hoje em dia, não há uma única coisa que os jogadores precisam ter para se tornar bem-sucedidos ou se manter no topo. O jogo está muito difícil e competitivo. Eu diria que o maior obstáculo, que é frequentemente desconhecido, é a desorganização com o aprendizado. Há TANTA informação disponível agora que é muito fácil continuar consumindo cada vez mais. Mas a realidade é que embora você possa se familiarizar com todo esse material, é impossível realmente aprender muitas coisas ao mesmo tempo.

Meu conselho é sempre saber quais são suas maiores forças e fraquezas no jogo mental, e em todas as vezes que jogar poker, estar preparado para corrigi-las. Se fizer isso consistentemente, irá automaticamente organizar seu aprendizado de uma maneira que leve à melhoria contínua, e evitará grandes variâncias no seu jogo. É mais fácil falar do que fazer, mas isso porque os jogadores não estão acostumados a pensar desta maneira.

Clique aqui para saber mais sobre Jared Tendler e seu livro “The Mental Game of Poker”.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker