André Akkari Fala Sobre o WSOP em Entrevista Exclusiva

Por: 01/06/2011

.

Quais eventos você vai participar?

No total serão 32 eventos, mas isso se eu não passar pro segundo dia.

Você acha que com a crise do poker, o WSOP vem pra salvar a imagem do esporte?

Essa imagem de ser um esporte bacana e democrático está sendo construída há anos, e eu não concordo que a crise tenha sujado isso para quem realmente conhece o poker.  A crise teve a ver com as empresas e não com o esporte.

O WSOP vem forte e com um número grande de participantes, o que prova que a indústria continua forte. É mais fácil fazer um estrago muito rápido do que construir algo positivo. Mas aos poucos vem tudo sendo resolvido.

Infelizmente, o poker tinha uma imagem no passado muito ruim, e qualquer coisinha pode virar uma avalanche, mas eu acho que agora está tudo se resolvendo.

Você se prejudicou de alguma forma com a Black Friday?

Não. Nesse período eu não posso jogar online aqui nos EUA. Mas de resto, nada. O PokerStars foi muito transparente com essa crise. Sempre mostrou toda confiabilidade necessária, colocou o dinheiro necessário, nunca foi travado, o chat continua operando. Foi só o susto.

Aqui nos Estados Unidos também vai se organizar, é uma indústria muito grande não tem muito como fechar. Talvez a crise fosse necessária para regulamentar o esporte, pra transformar em algo oficial bem formatado. Agora apareceu muito site novo, pequeno, como o dinheiro entra e sai , tem ficar esperto e fechar tudo, se necessário.

Qual sua expectativa pra esse WSOP?

A melhor possível, eu nunca joguei tanto em evento. Tomara que dê tudo certo.  Eu estou no ponto mais alto do meu jogo, principalmente live. Contente e animado pra jogar. Também estou treinando muito, estudando, fazendo vídeos online e empenhado na escola que eu vou abrir – ATC.

E os planos pra depois?

Tentar ficar um bom período no Brasil, uns três meses. Tenho muita saudade do Brasil e da minha família.


Veja mais:

Salas de Poker