Agradecimentos e a volta por cima

Por: 03/08/2012

Em especial quero agradecer o Sérgio Prado, que escreve pro blog , cobre os torneios, bate escanteio e cabeceia la no PokerStars e que apresenta o Meta Game la na TV Poker Pro.

Ele comentou sobre o post no programa da semana que eu escrevi e foi muito gentil nas palavras, sem demagogia nenhuma, me emocionei quando eu vi, fica meu agradecimento aqui Serginho, um dos caras mais fantásticos do poker.

Pra quem ainda não viu o programa, http://terratv.terra.com.br/videos/Esportes/TV-Poker-Pro/5265-425429/Meta-Game-18072012.htm

Nosso meio é formado por pessoas espetaculares e saber que tem tantas pessoas bacanas torcendo por mim me da uma força absurda pra voltar a trilhar o caminho das vitórias no game. No final das contas a lição que fica é que nenhum valor financeiro compensa esse respeito e o carinho que a comunidade do poker tem comigo.

Mudando um pouco de assunto, essas duas semanas foram muito legais, voltar a treinar fisicamente tem me dado um prazer enorme, já perdi uns quilos e acho que essa recuperação vai ser bem mais rápida do que eu imaginei. Consegui criar uma rotina de treino, estudo e jogo, embora o foco nessa primeira fase seja muito mais de estudo e treino. A sensação de conseguir cumprir essas metas é muito, muito boa. A nota ruim foi pra uma lesão no joelho esquerdo na semana passada, que me obrigou a pegar mais leve nos treinos, nada muito grave, mas que deu uma atrasadinha no cronograma, devo voltar a treinar 100% ainda essa semana, já estou tremendo aqui de não poder fazer o treinamento completo.

Aproveitei que não poderia fazer toda a aula ontem pra tirar uma folga e ir ao BSOP pra conversar com o Sketch que está me ajudando em uma nova empreitada, junto com a Rezinha, pretendo abrir uma produtora musical, mas já falo sobre isso. Me impressionou como sempre a estrutura do BSOP, que agora patrocinado pelo Stars deixa de ser um circuito brasileiro pra se tornar provavelmente o maior circuito nacional do mundo, é incrível a evolução que tivemos no Brasil.

Foi legal encontrar o pessoal ao vivo, conversei desde a galera que é mais entusiasta como o Marcos Fogo, que é fã do Serginho e do Gui Kalil, até os pros que estavam engatados no game, meu grande amigo Vini Marques, Larissa Metran, a qual descobri que junto com o Evandro são mega entusiastas de cervejas especiais, Pessagno, Léo Brescia, Sequela, enfim sempre legal rever essa galera e bater um papo. Muita gente questionou o porquê de eu não engatar no BSOP e eu mesmo me cocei pra não sentar no 6 max e a resposta é simples, eu ainda não estou em ritmo de jogo pra encarar esse field de igual pra igual, teve uma mesa do 6max que era composta pelo Ragazzo, Mojave, Akkari, Caio Pimenta e mais dois jogadores que eu não consegui identificar, sentar pra jogar um torneio desse é ótimo pro ego, mas péssimo pro BR. Fiquei feliz de estar mais maduro, porque em outras épocas eu iria pro game, mesmo sem ter me preparado, apenas na vontade de jogar. Minha meta é chegar no fim do ano com um BR saudável e com um ótimo ritmo de jogo pra poder engatar no BSOP pra jogar o que tiver pela frente.

Outro ponto importante é que ainda temos um imposto cruel esperando a gente lá no caixa, essa discussão acabou sendo deixada de lado, mas isso precisa ser debatido e precisamos pleitear uma solução que seja justa pro jogador. Nós queremos pagar os impostos e ter nossa profissão reconhecida, mas não dessa maneira arbitrária.

No fim das contas quem fez bonito foram as Renatas, a “minha” Renata que fez ITM e mesa final no evento feminino e a XtinhaX, esposa do meu brother Felipe Phill que cravou a parada, fomos comemorar as 3 da manhã com uma bela bisteca no sujinho 😀 Congratz meninas!!Pra não ficar um post gigante, volto ainda essa semana pra falar sobre a produtora de música e uma ótima novidade pra logo menos.

Um abraço galera!!


Veja mais:

Salas de Poker