MasterMinds e começo da vida sã

Por: 18/09/2012

Isso sem dúvida dará um gás enorme para a popularização cada vez mais rápida do nosso querido esporte=)

A minha jornada até cair em 24º lugar foi tragicômica, mas vou relembrar os fatos em ordem cronológica:

– Dia 1: começa ruim pra mim e após perder alguns potes pequenos saio dos iniciais 30k até 21k após culminar em uma trinca x trinca que perdi, mas ainda consegui controlar razoavelmente o pote.

Após o 1º break do torneio e nada dando certo, sei que o torneio é muito deep stack e dá tempo/chance para recuperação ainda mais com 1 hora de blinds, a paciência passa a ser fator determinante, sem dúvida!

Daí pra frente as coisas começaram a fluir acertei boas leituras e fui me levantando aos poucos, só o que atrapalhava é que fui mudado de mesa 3 vezes o que é sempre muito ruim para aprofundar sua leitura sobre os vilões, até que vou pra uma mesa onde fiquei um pouco mais de tempo que contava com: Eduardo Parra e Vini Marques entre outros bons jogadores que não me lembro o nome … Ali eu ainda tinha um stack não muito alto oscilando entre 18 a 30BB.

Eu tive que cerca de 5 ou 6 vezes optar pelo re-steal principalmente em adversários muito ativos pré-flop como o meu xará Eduardo Parra! Enfim consegui crescer um pouco meu stack até que fui mudado mais uma vez de mesa próximo ao dinner break. Nessa mesa havia um aluno de coach meu Thiago Macedo, gigante em fichas, também havia lá o garoto que ganhou sua vaga no torneio por uma promoção feita pela organização, um garoto humilde de SC e de história de vida bonita, jogando ali o seu 1º torneio ao vivo e com um buy-in relativamente alto de R$ 1300 reais!! Essa mesa estava particularmente tight, todos com uma amizade na mesa e parece ter sido feito ali um “pacto” de não-agressão, então eu fui obrigado a quebrar o ritmo da mesa pois esse jogo calmíssimo não interessa visando uma mesa final onde está o $$$ GRANDE.  Comecei a movimentar muito a mesa no ultimo nível de blind do dia 1, e logo já estava com uma fama não muito boa na mesa e comecei a ser 3-betado de tudo que é lado. Fui obrigado a trocar de marcha e eis que numa das ultimas mãos do dia eu tinha cerca de 65k e me envolvo na mão justamente contra o meu aluno!

Eu com KJ de espada num board  QQJ4 com duas espadas, resolvo ir para um semi-blefe forte no turn e o river veio um A, carta que eu achei boa pra transformar minha mão em blefe e atirei cerca de 85% do pote no river, o que deu muito errado pois o malandro do meu aluno tinha subido pré-flop de Q4 e estava com full-house, o que tomou metade do meu stack e passei pro dia 2 com 30.100 fichas, isso mesmo apenas 100 fichas a mais do stack inicial após 10 horas de jogo!! LOL

Dia 2: Se no dia 1 em 10h de jogo tinha recebido apenas 1 QQ, e nada mais, fui recompensado nesse dia quando comecei na mesa de feras como: Bob Fraga (vice-campeão), “vc vem” do online, Adriano Akkari e outros fortes jogadores passaram por lá, incluindo também o campeão do torneio posteriormente … E nessa mesa tudo deu muito certo: runnando bem (CHURRILHO!!!!) e lendo bem fui crescendo até ter 290k no blind 4k-8k onde teve uma mão que gerou polêmica onde larguei AA num board : KQJ e meu oponente mostrou um blefe de 88.

Enfim, controlar a cabeça depois desse episódio foi muito importante, até que bem próximo a bolha fui trocado de mesa novamente (premiavam 24) faltava 6 ou 7 para o ITM e nessa hora já cheguei um pouco fatiado com cerca de 25BB no blind 5k-10k … Aí vem a situação tragicômica que citei no começo do texto…

Literalmente na bolha, de novo na mesa do meu aluno Thiago Macedo, ele shova all-in do dealer com cerca de 16 ou 17BB , eu tinha pouca coisa a mais de fichas e vejo um belo AK no SB que fui prontamente all-in por cima … e vamos ao showdown: AK x QJ, pote de cerca de 500k… o board vem Qxxxx e eu sobro com cerca de 4BB !! OH MY GOD, saio de uma possível dobrada de stack “rumo a mesa final” e agora sou amplamente favorito para cair na bolha do torneio !! OPSSS… Nessa hora o torneio e estava hand-for-hand e segundos depois dessa tragédia é anunciada a eliminação da Camila Kons, companheira de MaisEV que inclusive fez um post muito legal sobre o torneio e esse drama que ela viveu … e nesse momento saio do inferno para o céu novamente, pois mesmo com menos de 4BB tinha conseguido chegar ITM então e foi anunciado o fim do dia!

– Dia 3: Tive uma sick decisão em ter que voltar até lá com 3BB e provavelmente teria que ir all-in na primeira mão. Mas enfim lá fui eu, já disse o outro “enquanto há fichas, há esperanças”, ainda mais depois de saber que um finalista do WSOP 2012 chegou a ter 2BB em um certo momento do torneio e conseguiu voltar pro jogo!!!  A posição em que eu começaria seria importante e pro meu azar ainda começo no UTG+1 recebo um belíssimo Q5 suited, o que é um EASY PUSH por ICM, me envolvo em um all-in triplo contra K10 e AQ e fim da linha pra mim em 24º lugar…

Sempre é chato, chegar tão próximo de prêmios gigantes como esse, mas essa é a vida que um jogador de MTT deve se acostumar, as traves são MUITAS e basta que a bola entre no gol uma única vez para compensar todo o tempo de seca! Mas por outro lado fiquei muito contente, pois senti que meu jogo encaixou como há muito tempo não rolava, principalmente nas primeiras 8 horas de jogo no dia 2 quando apliquei muitos 3-bets e alguns 4-bets light, e acertei muitas leituras no jogo pós-flop também … Enfim mirando na qualidade do jogo, os resultados estão sempre “PRÓXIMOS” e chegarão com o devido longo prazo!

No próximo post, falarei apenas sobre o cumprimento da minha meta de começo de ano de cuidar mais da saúde e já estou na minha segunda semana de academia e alimentação mais controlada algo que sem dúvida alguma interfere demais no desempenho a longo prazo!!

Contatos para coach dúvidas e sugestões podem ser enviadas pelo email: ecmarra93@hotmail.com ou pelo twitter: @eduardo_marra

Abraço e GL a todos!


Veja mais:

Salas de Poker