ICMIZER Apresenta o FGS, a Nova Geração em Cálculos de ICM

Por: 17/02/2014

A nova atualização do software ICMIZER trouxe as tão esperadas Future Game Simulations (FGS), que estão disponíveis para todos os assinantes.

O que é FGS e por que é importante?

FGS significa Future Game Simulations, e resolvem problemas tradicionais do modelo de ICM. FGS em si é um modelo novo, mas é baseado no ICM Malmuth-Harville, que falaremos sobre mais adiante. Já que estamos falando de problemas de ICM, jogadores de HUSNG deve perceber que eles sempre lidam com pot odds e FGS não afeta decisões pré-flop em heads-up.

O ICM comum tem as seguintes fraquezas: nós olhamos para os jogadores e as posições e fazemos um cálculo. Mas quando calculamos o EV de stacks basicamente levamos em consideração apenas duas variáveis.

  1. Stacks
  2. Premiação

Embora haja certas dinâmicas em andamento, os blinds estão sempre mudando, e quando olhamos para as duas variáveis acima, podemos ver que a posição do jogador é ignorada. Então se alguém tem 300 fichas no UTG e calculamos sua equidade em ICM e o trocamos  de lugar com o jogador no SB e calculamos seu ICM baseado em stack, teremos o mesmo valor.

Isso é um problema.

Quando temos um short stack em UTG estamos enfrentando um futuro big blind. Isso sempre tem um custo oculto que os cálculos de ICM comuns não conseguem quantificar. Então nós normalmente vamos all-in nesse tipo de situação tendo um EV negativo do ponto de vista do ICM. A questão de quão baixo podemos ir é sempre difícil, sempre uma adivinhação e situações diferentes pedem por diferentes edges negativos. Note que já que o ICM se preocupa com uma única mão, estamos tentando considerar o futuro manualmente ao fazer esses pushes negativos em early position quando estamos short stack.

Então é aqui que o FGS surge para nos salvar. Com o FGS podemos realmente ver o futuro, levando em consideração dinâmicas de posições e o big blind, tendo resultados diferentes do que o ICM comum. O range de push do UTG se torna muito mais amplo comparado aos cálculos comuns de ICM e não teremos que aceitar um edge negativo.

Com o FGS nós simplesmente temos ranges mais amplos +EV na mesma situação. Então se alguém estiver seguindo o conselho do ICM e você o conselho do FGS, terá resultados muito melhores nos estágios finais onde os jogadores estão short stack.

Exemplo de cálculo FGS e comparação com cálculos de ICM

Exemplos visuais funcionam melhor do que um grande texto, então vamos examinar a seguinte situação.

Ranges de push com Nash Equilibruim de acordo com o ICM comum

ICM FGS

Aqui estamos no UTG com 2 blinds e fizemos um cálculo de ICM comum baseado em Nash Equilibrium.

Podemos ver o problema com o ICM: o range do UTG é muito tight, porque assume que o SB vai all-in com range maior. É claro que se esse fosse o caso nós foldaríamos mais e sonharíamos com o dinheiro se o BB eliminar o SB.

Mas todos percebem que nós somos o próximo no BB, e o SB virá atrás de nós, então não é provável que ele vá all-in com range tão amplo aqui, como o ICM baseado em uma única mão sugere.  Estaríamos tentando fazer um shove negativo já que com 2 blinds faz sentido ir all-in com pelo menos 30% das mãos aqui, provavelmente mais (se pensarmos com bom senso na próxima mão).

Agora vejamos os ranges baseados em FGS.

Ranges de push Nash Equilibrium de acordo com o FGS

fgs icm

Podemos ver que o FGS leva em conta o que sabemos da nossa experiência de jogo! O SB não está indo all-in com 39% das mãos como fazia antes. Se foldarmos, ele só estaria jogando com 12% das mãos, se limitando ao nuts e esperando que sejamos eliminados.

Nosso range também mudou, agora subimos de 6% para 45% e basicamente indo all-in com metade das mãos que recebemos.

Deve ser bastante óbvio para o jogador que adota ranges baseados em FGS em UTG e SB nessa situação toma decisões muito melhores e ganha mais dinheiro do que o jogador que segue conselhos do ICM tradicional.

O curioso sobre esse exemplo é que o range de push do UTG literalmente trocou com o range de push do SB depois que ações futuras foram considerados.

O que mais tem nessa atualização?

Tabela de fluxo de EV (EV Flow): O que o FGS faz além é descobrir como os jogadores agirão na próxima mão, e baseado nisso calcula como sua equidade parecerá depois da mão.

EV Flow FGS

Para isso precisamos de stacks, apostas, blinds, premiação e range de todos os jogadores. Você pode usar o botão EV Flow para ver como a equidade se move ao redor da mesa. Você geralmente observará que ela sai do SB e BB em direção ao BTN, ou dos stacks medianos para os grandes.

No geral, esta será um acréscimo valioso a certos tipos de situações.

Cálculos Nash agora são possíveis para situações em que um jogador está auto-all in: Esse era um pré-requisito para cálculos FGS. Em mãos próximas por vir jogadores short stack podem acabar all-in no big blind ou small blind, ou até mesmo ao pagar os antes. Calcular tanto ranges de EV Flow quanto Nash Equilibrium é obrigatório para essas situações e agora está disponível na interface do ICMIZER.

Este é apenas o primeiro passo do FGS dentro do ICMIZER. Em breve novas atualizações trarão mais flexibilidade às configurações de FGS.

Assine o ICMIZER e leve seu poker para o próximo nível!

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker