Pensando um Nivel Acima – Parte I

Por: 21/10/2008

O artigo é voltado para middlestakes (NL400-NL1000 online), para situações em que enfrentamos regulares bons desses limites. Todo caso a linha de pensamento proposta pode ser usada também quando estiver enfrentando alguns bons regulares de nl200 e as vezes até nl100.

Enfrentamos essas situaçoes constantemente em middlestakes porque são nesses limites que começamos a enfrentar ótimos regulares, sendo que a maioria deles assinam Card Runners, leem 2plus2, leram muitos artigos em comum e tem uma linha de pensamento sólida e muitas vezes bem parecida, adotando muitos conceitos em comum.

A linha Bet/Check/Bet raramente é blefe.

A primeira situação que vou comentar é quando você joga uma mão passivamente, dando call no flop, check turn (e o oponente também da check) e enfrenta um bet no river. Contra um jogador de small ou micro stakes você pode dar um call + “light” no river (claro, depende um pouco do tipo de jogador). Um call mais light que eu digo é com um middlepair ou um top pair com kicker bem fraco, ou outra mão dependendo da textura do board.

Digo isso porque jogadores de limites mais baixos tendem a “achar motivo pra apostar”, eles muitas vezes vão te colocar em um missed draw, em uma mão fraca que larga no river e vão apostar muitas vezes por impulos, sendo bem comum e +ev você ir de check/call nesses spots quando estiver OOP ou pagar um lead no river quando estiver IP.

Agora, contra um regular bom em um board que pouco ou nada mudou no river você deve considerar seriamente que ele está dando uma valuebet. Isto porque um regular bom sabe que você é um jogador bom e vai jogar uma mão passivamente desta forma quase sempre com uma mão com valor, já que com um draw você provavelmente jogaria ela mais agressiva, seja no flop ou no turn (ou antecipando um bet no river quando você estiver OOP). Neste caso você deve pensar 1 nível acima, que é a idéia dessa série de artigos.

Como você sabe que ele te coloca em uma mão com valor, você tem que tomar um pouco mais de cautela quando enfrentar uma aposta nessas situações.

O primeiro exemplo é a seguinte mão:

– MP TAG/LAG raise e você com 77 resolve dar um call na BB.
– Flop T24 e você vai de check/call.
– Turn 4, e a açao vai de check/check.
– River 9 (não completando nenhum flush), você da check e o oponente aposta 2/3 do pot.

Pra um regular bom é muito fácil te colocar em um pocket pair médio nessa mão. Ele sabe que com air, ou você iria de check/raise no flop, ou no mínimo atiraria no river pra tentar levar a mão. O board não tem draws, e ele perde apenas de um improvável 4x que preparou um check/raise no turn e está tentando outro check/raise no river. Então ele sabe que o seu check é quase sempre um check-call ou às vezes um check/raise e acredite: se ele apostar é quase sempre por valor.

O segundo exemplo é um caso de 3bet pot.

– Você no CO da raise com A8s, oponente LAG PF bom e que da muita 3bet da uma 3bet na BB e você resolve dar um call. (independente do call ser ou não correto, não é esse o ponto).
– Flop A25 e você da call na cbet de 2/3 do pot do oponente.
– Turn 5, e a ação vai de check/check.
– River 3 (+ uma vez não completando nenhum flush), e o oponente aposta 3/4 do pot.

Dificilmente ele não tem uma mão com valor aqui porque ele vai te por em uma mão com valor quase sempre depois de você ter dado call no flop e check no turn. Na concepção de um bom vilão, ou você tem um ás ou um PP como um JJ-TT. É mais comum ele tentar te tirar dos pockets médios atirando no turn e você ganha de pouquíssimos Ax.

Outro ponto é que é mais raro ainda ver um jogador blefar essa linha de bet/check/bet em 3bet pots do que em raised pots. Neste caso ele provavelmente partiu pra um CRAI no turn e como você deu um check behind ele está tentando extrair no river (principalmente quando ele faz uma aposta decente no river).

Algumas outras observações sobre esse conceito:

– Contra um oponente bom, se o river for uma carta boa pra ele blefar (um high card por exemplo) você pode sim considerar que ele está blefando e dependendo das circunstâncias dar o call. (vou entrar em mais detalhes de como enfrentar bets de regulares bons em cima de scared cards em outro artigo desta série).

– Quando o oponente bom faz essa linha com uma aposta forte no river (3/4 do pot como no segundo exemplo ou até mais), é mais raro ainda ser blefe. Ele quer com essa aposta exatamente conseguir valor de mãos mais fracas em que por ele ter demonstrado fraqueza no turn vão colocar ele em blefe muitas vezes no river. Esse tipo de linha com aposta + forte no river é bem comum quando ele parte para um check/raise no turn que não funciona. Pra dar uma ideia disso, filtrei na minha database as mãos em que adotei a linha check-call/check/check-call OOP ou call/check/call IP.

Em cerca de umas 10-15 das mãos encontradas eu enfrentei uma aposta decente no river e em apenas uma delas o oponente estava em um blefe total, isso porque no caso não era um oponente bom. Se o oponente é um regular bom e está jogando sem estar “fora da linha”, uma aposta forte no river adotando bet/check/bet é quase 100% das vezes uma mão com valor.

– Quando você estiver OOP e abrir de check em um board que não mudou nada, é mais raro ele blefar do que quando você estiver IP e ele sair apostando. Isso porque quando você abre de check contra um jogador bom em um board que não completou nenhuma draw e não mudou nada, fica bem claro que você está partindo pra um check-call já que com air você provavelmente tentaria levar a mão no river antecipando um bet.

– Não se limitem ao call/fold. Neste artigo estou sendo bem específico tentando identificar situações em que você chega no river enfrentando uma aposta e o oponente raramente vai estar blefando. Apesar de ele provavelmente ele ter uma mão com valor, em muitas dessas situações você vai identificar claramente uma situação de bet/fold do oponente e deve dar um raise no river. (principalmente quando ele ter dado um check IP no turn e apostado baixo no river, isso indica muito pot control no turn e thin value bet no river).

– Cuidado se algum oponente que te enfrente muito perceber que é fácil te blefar no river em mãos que você joga passivamente o flop e o turn. Contra esse tipo de oponente você terá que considerar que ele já se adaptou a isso e deve dar menos folds no river, dando mais calls e raises.

– Um resultado deste pensamento de que bet/check/bet poucas vezes é blefe é que você pode (e deve) começar a dar floats no flop para apostar no river contra regulares bons. Este tipo de float é muito bom, principalmente quando você está em um 3bet pot IP.

Por fim, coloque notes em jogadores quando eles blefam utilizando essa linha (Bet/check/bet), eu geralmente coloco o seguinte note: “bcb bluff”. É importante identificar se o jogador é capaz de blefar mesmo quando você demonstra uma mão com value para em situaçoes futuras poder dar calls light +ev.

O exemplo do A8 é um exemplo em que muitas vezes, dependendo do oponente e do momento do jogo, o call vai ser +ev, mas no geral enfrentando um oponente sólido você vai estar atrás na mão quase sempre. No geral quando um regular bom de middlestakes adotar essa linha ele está dando uma valuebet no river, mas isso não é regra e é sempre bom identificar os jogadores que blefam nessas situaçoes.

RoyalSalute

Se você tiver dúvidas sobre os termos utilizados neste artigo, veja nosso dicionário de termos de poker.


Veja mais:

Salas de Poker