Marketing Esportivo: Poker é Mainstream, Legítimo e Viável

Por: 26/08/2014

Alexandre Dreyfus, CEO do Global Poker Index, apresenta alguns números sobre a indústria do poker e sua relação com o marketing esportivo.

Dez anos depois do primeiro boom, o poker agora alcançou 100 milhões de fans e se tornou uma indústria que vale quase US$ 4 bilhões ao redor do mundo. No últmio ano, pela primeira vez, mais de US$ 1 bilhão foram gastos em buy-ins por jogadores de torneios de poker ao vivo agregados ao Global Poker Index (GPI) através de 94 países.

Em 2013 – considerando ganhos em competições sem renda de patrocinadores – os 10 melhores jogadores de golfe da PGA ganharam US$52 milhões; os 10 melhores jogadores de tênis da ATP ganharam juntos US$40 milhões, enquanto os 10 melhores jogadores ranqueados no GPI ganharam US$47 milhões.

A indústria do poker alcançou resultados incríveis recentemente em termos de reconhecimento global e alcance em mídias sociais – jogadores de poker ao redor do mundo acumulam entre dúzias de milhares até mais de um milhões de seguidores no Twitter. Mas isso ainda não se conectou às marcas mainstream e aos consumidores em massa do jogo, por uma razão central: agências de marketing esportivos e agências de mídia ainda não conhecem o suficiente sobre o potencial do poker e o poder de sua imagem.

Meu grupo, Zokay Sports & Entertainment – que é dono do GPI e do TheHendonMob.com e outras propriedades – está investindo em transformar o poker em uma liga esportiva, agitando a indústria ao transformá-la em um eficiente veículo de marketing. Então, tendo isso em mente, vamos expor as respostas para algumas questões relevantes com alguns fatos:

O poder deve ser promovido como um esporte?

21.1% do público masculino entre 18 a 24 anos entende que o poker deve de fato ser promovido como um esporte. Sendo por si só uma proporção significativa, este número deve aumentar drasticamente ao longo de poucos anos com a ajuda de investimentos feitos por empresas de poker como PokerStars e PartyPoker.

O poker é realmente aceito como um jogo mainstream?

Sim. Mais do que 1 em 4 pessoas atualmente jogam o poker ou conhecem alguém que joga, e mais da metade de todas as pessoas acima de 35 anos jogam poker ou conhecem alguém que joga.

Alex Dreyfus - marketing esportivoCelebridades e atletas são prejudicadas por serem vistas jogando poker publicamente?

Um número de atletas internacionais – que já são muito financeiramente viáveis – demonstraram publicamente seu interesse pelo poker incluindo Ronaldo, Paul Pierce, Michael Phelps, Georges St. Pierre e Neymar, entre outros, enquanto ícones do esporte moderno tem se tornado afiliados com o jogo de maneira mais formal como os embaixadores do PokerStars Rafael Nadal  e Boris Becker.

Grandes marcas esportivas também já fizeram parceria com o jogo, com o PartyPoker fechando acordos com o Real Madrid e o Manchester United na Europa e com o Phladelfia 76ers (NBA) e o New Jersey Devils (NHL) nos EUA.

De fato, entre o público consultado na enquete, apenas 10.7% não acharam que seria bom para as celebridades e atletas serem vistas jogando poker ou ligadas à indústria do poker. Este número cai para somente 2.5% entre o público de 25-34 anos, 25% dos quais já consideram o poker um esporte legítimo.

Vamos perturbar a distribuição de mídia de poker: não tentem levar as pessoas para o poker, levem o poker para as pessoas.

22.5% de todos os visitantes –e 34.9% dos visitantes entre 18-24 anos que frequentam  proeminentes sites esportivos (como CBSSports.com, ESPN.com, FOXSports.com,…) estão ativamente interessados em ler notícias e conteúdos de poker e aprender sobre o poker como um esporte.

Websites esportivos se tornarão o canal principal para conectar as marcas de consumidores com o mundo do poker. É por isso que o GPI as está dando poder para informar, educar e monetizar suas audiências.

Fãs de poker são o alvo, e jogadores de poker também

As análises de audiência do website do GPI mostram que visitantes interessados em poker são 5.5 vezes mais prováveis de mostrar interesse em notícias esportivas, 3.2 vezes mais prováveis de mostrar interesses em Computação e Tecnologia e 3.5 vezes mais prováveis em mostrar interesses em notícias de entretenimento do que o usuário comum de internet.

Nossa base de visitantes do GPI tende pelas faixas etárias de 25-34 e 35-44 anos, e homens. Famílias com maior renda também estão mais presentes, com nossos visitantes sendo 15% mais prováveis de ter ganhos anuais de $100 mil-$150 mil do que a média e 36% mais prováveis de ter uma renda anual maior que $150 mil do que a média.

Poker para abraçar a mídia esportiva (e vice-versa)

Estamos às vésperas de um novo boom no poker, um foguete da indústria que está sendo abastecido pelas recentes aquisições e muitas outras ainda para acontecer. Um novo efeito borboleta está a caminho, guiado em parte pelos investidores institucionais e a iminente re-emergência do mercado dos EUA, que está expondo o poker globalmente.

Agora é a hora da indústria do marketing esportivo e das marcas mainstream subirem a bordo, e considerar qual será nosso próximo passo. De qualquer maneira, estou animado em ter a Zokay Sports & Entertainment e seu Global Poker Index buscando ser a espinha dorsal do que torna estas iniciativas possíveis.

Alexandre Dreyfus

alex@zokay.com

twitter.com/alex_dreyfus
www.globalpokerindex.com/corporate/

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker