Mudando de Marcha em Torneios – Parte 1

Por: 09/11/2011

O torneio muitas vezes EXIGE essa flexibilidade e caso você tente jogar o tempo todo ”o seu estilo” funcionará por um período do torneio, mas sofrerá as consequências inevitáveis por essa falha de adaptação às condições especificas da mesa, pois os bons jogadores serão capazes de se adaptar ao seu estilo e usá-lo contra você mesmo.

Mudar de marcha consiste basicamente em mudar o seu estilo de jogo PADRÃO se tornando SEMPRE imprevisível. Se você é um jogador tight, pode fazer isso ABRINDO o seu range de mãos iniciais e de 3-bet e eventualmente 4-bet. A mesma estratégia é usada se você considerar que sua imagem é de um jogador muito loose, e logo você FECHARÁ o seu range de mãos que pretende jogar momentaneamente logo baixando seu VP$IP no segundo caso.

É claro que esse exemplo é a mudança mais básica que você pode realizar no seu jogo, porém  fator principal sempre será a dinâmica e os fatores específicos que estiverem acontecendo na mesa, vamos ver alguns exemplos de quando a mudança se faz necessária:

Quando o seu stack muda.

Deve-se usar estratégias muito diferentes de acordo com a faixa de big blinds que você se encontra. Se você não solta o jogo o suficiente quando se encontra acima de +50BB, provavelmente perderá muitas chances de impor pressão com seu grande stack e perderá diversas chances de aumentar seu stack de maneira tranquila. Da mesma maneira, você deve reduzir o seu range de abertura caso se encontre abaixo de 20BB.

Quando novos jogadores entram na mesa ou saem.

Deve-se aproveitar estes oponentes que não tem nenhuma referencia de qual é seu estilo padrão, ou seja, é a situação ideal para tentar um roubo de blind quando estes forem o BB. Outro fator é que com jogadores diferentes na mesa obviamente a dinâmica do jogo será alterada, então você deve ficar muito atento nesse momento.

Quando chegamos à fase de bolha.

Com certeza, se o seu stack permitir, é a hora ideal para colocar a 5ª marcha e correr alguns riscos que normalmente você não correria, pois muitos jogadores tendem a estar com o freio de mão puxado esperando o ITM. Fazer esse ajuste nesse momento do torneio pode gerar ganhos em potes com mãos marginais o que, em outras palavras, fará você estar mais próximo do seu objetivo que em um MTT sempre deve ser a busca INSANA pelo 1º lugar e não apenas chegar na faixa de premiação.

Quando a dinâmica da mesa é alterada.

Muitas vezes os jogadores na sua mesa ficarão muito mais tight ou loose por diversos motivos, e se você for capaz de identificar isso rapidamente e fazer as adaptações adequadas, terá vantagem sobre os outros da sua mesa. Deixar de aproveitar isso e simplesmente se manter no seu estilo tight-aggressive (3ª marcha) faz como que deixe de maximizar os seus ganhos por não se adaptar as mudanças de estilo da mesa. Se manter na 3ª marcha nessa situação te renderá um desempenho apenas satisfatório, mas não o esperado excelente  (na prática pode render um % de ITM’s alto e o % de FT’s realizadas abaixo do ideal).

Conclusões

Quero deixar claro aqui que não pode ser considerado PÉSSIMO você jogar o seu estilo padrão durante uma sessão. De fato é sempre bom ser consistente e jogar de maneira que considerar mais lucrativa dentro do seu estilo (desempenho de 50% a 70% do que é possível). Entretanto, se você não muda de marcha, não se permitirá fazer as jogadas mais lucrativas dentro de algumas situações específicas como as acima citadas e estará restringindo o seu ganho de possível dinheiro extra que deriva da diversidade de repertório de jogo (desempenho 85% a 100% do possível).

Pretendo abordar mais estratégias sobre esse assunto tão rico no meu próximo artigo e espero sem dúvida o feedback de vocês sobre a relevância do tema.

Contato, dúvidas e sugestões podem ser enviadas pelo email: ecmarra93@hotmail.com ou pelo twitter: www.twitter.com/eduardo_marra


Veja mais:

Salas de Poker