MaisEV Assiste: Bet Raise Fold

Por: 22/07/2013

Bet Raise Fold tem como subtítulo The Story of Online Poker, e alcança com sucesso seu objetivo de contar a história do poker online em apenas uma hora e meia.

O filme é escrito, dirigido e editado por Ryan Firpo, que tem em seu currículo apenas os curtas From Busto to Robusto, de 2009 (apenas a sequência sobre Greg “Captain Zeebo” Lavery”), também sobre poker online; e The Delivery Man, de 2007.

Apesar de se envolver em produções sobre poker, Firpo é desconhecido da comunidade em geral, afinal, nunca foi jogador. Este background é trazido para Bet Raise Fold por seus produtores Jay “Krantz” Rosenkrantz e Taylor “GreenPlastic” Caby, dois famosos ex-jogadores de high stakes dos tempos áureos do poker online. Já a lista de produtores executivos – basicamente aqueles que pagaram pelo documentário – é cheia de jogadores conhecidos, incluindo Tom “durrrr” Dwan, David Benefield, Brian Hastings, Andrew “LuckyChewy” Lichtenberger, Andrew “good2cu” Robl e Cole “CTS” South. Todos estes nomes cobrem completamente a falta de experiência de Ryan Firpo nos feltros, permitindo que o filme mostre a história do poker online com um excelente nível de profundidade.

O filme começa logo falando da Black Friday, o temido dia em que o poker online foi praticamente banido dos Estados Unidos. Daí, já podemos ver que este acontecimento guiará todo o documentário, que conta a história do poker online desde seus primórdios até a Black Friday e depois, mostrando também como ficou a vida dos jogadores após este dia.

Para mostrar tudo isso, o filme acompanha basicamente três jogadores: Danielle “dmoongirl” Andersen, Tony “bond18” Dunst e Martin “alexeimartov” Bradstreet, cada um deles trazendo uma visão diferente da vida de um jogador de poker, mas sempre buscando mostrar os benefícios que o poker online trouxe para suas vidas – e os danos causados pela Black Friday.

Danielle Andersen em Bet Raise Fold

Deste trio, a história principal é de Danielle. Em suas entrevistas ela conta como conheceu o poker online, a liberdade que o jogo dá e como foi capaz de realizar não apenas seus sonhos pessoais, mas também os de sua família, como comprar um cavalo para sua mãe, e tudo graças ao poker online. O filme mostra filmagens de Danielle de anos atrás, incluindo sua breve carreira nos torneios ao vivo em busca do sonho de um patrocínio com uma sala de poker – sonho este que será impossibilitado pela Black Friday, como veremos mais tarde. A utilização de Danielle como personagem principal do documentário é óbvia. Com isso, Firpo procura mostrar que o fim do poker online nos Estados Unidos não afetou apenas viciados, criminosos e degenerados como pensam os políticos, mas também famílias inteiras que dependiam do jogo.

Outra peça central em Bet Raise Fold é Tony Dunst, que é mostrado como um jovem ambicioso, cheio de sonhos e com muito potencial. No filme, nós acompanhamos a ascensão de Dunst não só como jogador, mas principalmente como apresentador de um novo quadro nas transmissões televisivas dos torneios do World Poker Tour. Apesar de também ser prejudicado pela Black Friday – objetivo principal das cenas com Dunst – ele não foi tão impactado quanto Danielle, já que ainda tem um bom emprego com o WPT.

Já Martin Bradstreet é o que menos recebe atenção do diretor. Ele é um jovem australiano que mora no Canadá, e parece ser utilizado para mostrar como é a vida dos jogadores que podem continuar jogando poker online sem temer perseguição legal, mas também para que possamos ver como a Black Friday afetou jogadores fora dos Estados Unidos.

Tony Dunst, tema de Bet Raise Fold

Em sua montagem rápida, com cenas de duração média de 3 minutos, o filme intercala cenas de Danielle e Tony, com algumas breves mudanças para outros cenários e personalidades, mas sempre retornando para estes dois, o que em certos momentos deixa o documentário chato pela repetição de cenas com estes dois protagonistas. Em uma destas sequências, há um belo plano de Danielle em direção a saída após ser eliminada do WPT LA Poker Classic, e a sua frente um banner com foto do próprio Tony Dunst em seu programa no WPT, anunciando também que o filme voltará suas atenções para ele mais uma vez.

O foco político de Bet Raise Fold é claramente voltado para o público que não conhece o poker. Mas para quem é do meio, os trechos mais interessantes são aqueles sobre a história do poker online. Embora comece com o Efeito Moneymaker em 2003, já que este foi o efeito causador da explosão do poker online, o filme não se prende nisso e mostra outros acontecimentos de importância similar como as transmissões dos torneios do World Poker Tour, os primeiros sites de poker online, o lançamento do Full Tilt e a massiva exploração da propaganda e a guerra entre este e o PokerStars após a saída do PartyPoker do mercado em 2006 após a aprovação da UIGEA, bastante obscura, como mostra o filme. Tudo isso culminando, é claro, com a tarde de 15 de abril de 2011 e a Black Friday. Para estes segmentos, são utilizadas entrevistas diferentes do trio principal, com figuras como Nolan Dalla – jornalista responsável pela área de imprensa do WSOP, Adam Pliska, presidente do WPT, e jogadores profissionais do online e do live como Daniel Negreanu e Greg Raymer, entre muitos outros.

Bet Raise Fold peca um pouco pela falta de linearidade, já que avança e retrocede em momentos chave. E se tem como tema a história do poker online, isso seria melhor alcançado com uma narrativa linear. Mas isso não afeta o entendimento do documentário, que pode ser visto sem problemas seja por jogadores de poker online ou seu público alvo – aqueles que nunca apostaram uma única ficha.

Bet Raise Fold foi lançado em formato digital e pode ser comprado no site http://betraisefoldmovie.com/ por US$9.99 em versão standard ou US$12.99 em versão premium, que acompanha comentários, cenas excluídas e trilhas sonoras. O conteúdo extra estará acessível em agosto, quando a produção também disponibilizará legendas em diversos idiomas, incluindo português.

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais:

Salas de Poker