Cuidado Com o Slowplay

Por: 05/11/2009

Há uma condição comum para que seja correto cada vez que você paga um bom raise pré-flop com AA ou KK. É contra um jogador que é imprudente e agressivo pós-flop, mas que desistirá de sua mão para um reraise pré-flop. Note-se que apenas ser imprudente e agressivo pós-flop não é suficiente para justificar um cold call. Se ele está disposto a pagar um reraise do tamanho do pote pré-flop, ele tem poucas implied odds, independente da sua mão. Ele muitas vezes colocará dinheiro no pote pós-flop incorretamente, e assim fazer slowplay torna-se muito errado.

Há uma segunda razão menor para fazer slowplays pré-flop e isto é para efeitos de blefe. Esta é a razão mais superestimada em quase qualquer limite. Isso é porque se precisa de um número muito alto de horas por mesa contra um adversário em especial para deduzir que ele NUNCA fará slowplay com AA / KK.

Se você ainda quiser fazer slowplay com seu AA / KK, certifique-se de fazê-lo contra um adversário cujo PFR é pequeno o suficiente ao ponto onde você sabe que o range de mãos que está vencendo. Se você pagar um bom raiser loose e ver um flop Q44, você só vai acabar se enrolando quando ele mostrar um 45, que você poderia tirado da mão pré-flop, ou forçado a pagar incorretamente pré-flop.

Slowplaying Pré-flop é ruim, mas slowplaying pós-flop geralmente é muito pior.

Eu chamo o exemplo seguinte de “O Monstro Idiota”

Call pré-flop com um draw (pocket pair, suited connector)

Call continuation bet no flop quando você acertar o seu monstro.

Raise baixo no turn

Value bet no river.

Eu não estou dizendo para se livrar dessa linha completamente, no entanto, escolha as situações. Mais contra a maioria dos jogadores pensantes, você não ganhará stack dessa forma contra um par maior. Contudo, contra alguns calling stations loose cujo processo de pensamento é “ele aposta mais porque tem uma mão melhor”, use esta linha (aumentar no flop ainda é melhor) e dê value bets até o showdown. Ele nunca irá largar seu TPGK.

Razões porque o slowplaying é ruim:

1) Fastplaying é enganoso, slowplaying não é (contra jogadores pensadores). Você ouviu certo. Porque a esmagadora maioria dos jogadores online faz slowplay com suas mãos muito fortes, a maioria dos jogadores pensadores nunca verá o que os atingiu quando você fizer fastplay as suas.

2) Fastplaying constrói potes. Esta deve ser óbvia. Você não quer todas as rodadas em check quando tem uma mão muito forte. Você quer o valor máximo em todas as rodadas. Quando você acerta um set no flop e sente que o seu adversário tem um overpair, martele. Não pense em tomar metade do seu stack. Pegue tudo. Ele provavelmente não desistirá a menos que…

3) Acerte uma scary card. Vou usar um exemplo simples para ilustrar este ponto. Você tem 77 OOP contra um raise pré-flop. O flop vem T74, com um flush draw de copas. Você dá check/call no flop. Pense em quantas cartas poderiam matar sua ação no turn. Qualquer copas, T, J, 6,3 podem resultar em seu oponente não estar disposto a ir para o chão com seu overpair. Check-raise e sair apostando são as duas opções aceitáveis. Check-call é muito ruim.

Aqui está outro exemplo de uma mão que eu joguei recentemente:

Party Poker No-Limit Hold’em, $ BB (6 max, 6 handed) converter

BB ($949)
Hero ($1342)
MP ($286.12)
CO ($992)
Button ($704.35)
SB ($769.75)

Pré-flop: Hero is UTG with 6, 5. SB posts a blind of $5.
Hero raises to $35, 3 folds, SB (poster) calls $30, BB calls $25.

Flop: ($105) K, 6, 6 (3 players)
SB checks, BB checks, Hero bets $70, SB calls $70, BB folds.

Turn: ($245) 6 (2 players)
SB checks, Hero bets $175, SB calls $175.

River: ($595) A (2 players)
SB checks, Hero ???

Muitos jogadores dão check no turn. Check no turn é 100% errado. Ele permite que o seu adversário jogue um pote pequeno com uma mão onde em que está muito na frente ou muito atrás. Apostar também esconde a sua mão e, muito provavelmente, ganha o stack do vilão se ele tiver Kx. Entretanto, esqueci que um A poderia bater no river e, potencialmente, matar minha ação. A jogada correta nesta situação é não só apostar no turn, mas ir all-in. Isto assegura que você disfarce sua quadra, tome 95% do stack adversário com Kx, e evite uma scare card (A) de matar a sua ação no river. Este exemplo ilustra o quanto pode dar errado quando você tenta o slowplay.

4) Your opponent doesn’t bet! In the previous 77 example, I stated that check-raising and leading are both good options. The reason check-raising is equally good is because your opponent will often make a continuation bet when he misses which you would not gain if you lead. However, you should be wary of the fact that any time you check intending to trap, your opponent may check also.

4) Seu oponente não aposta! No exemplo do 77 anterior, eu percebi que check-raise e lead são ambos boas opções. A razão para o check-raise ser igualmente bom é porque seu oponente frequentemente fará uma continuation bet quando não acertar, que você não ganharia se começasse apostando. Entretanto, você deve tomar cuidado com o fato de que a qualquer momento que você dá check preparando uma armadilha, seu oponente pode dar check também.

Claro que há momentos em que você deve fazer slowplay. O importante é que você tenha o processo de pensamento para reconhecer quando estas situações surgem e porque é mais rentável fazer slowplay do que fastplay nessas situações.

Se você tem dúvidas sobre os termos utilizados, veja nosso dicionário de poker.

Este artigo foi originalmente postado no fórum estadunidense Two Plus Two e traduzido pela equipe do site Teorias do Poker.

 

Historiador por formação, conheceu o MaisEV em sua primeira semana de vida, ainda em 2007. Em pouco tempo, tornou-se editor-chefe do site para fazer o que faz de melhor: escrever.

Veja mais: