Como Dar 3-Bet Corretamente em Posição

Por: 29/07/2008

Vamos usar um jogo típico com 100 BB deep 50NL 6-max como exemplo, onde estamos no button com a imagem e histórico de um TAG regular no jogo e um jogador de perfil parecido abre do CO enquanto temos a) TT, b) T9s, e c) KTo.

Agora vamos fazer o que tem que ser feito conforme uma nova informação é apresentada (nesse caso, a informação é o raise de um TAG a partir do CO): vamos decidir como essa informação afeta e define o range dele. Dando ao TAG um VPIP/PFR típico por volta de 22/19, precisamos primeiro reconhecer que embora ele dê raise em 19% de todas as suas mãos, essa porcentagem não é acurada para quando a ação chega em fold para ele no CO. Nesse caso o que conta é o Attempt to Steal que é em torno de ~35%, e por isso é seguro afirmar que seu PFR nessa situação é muito mais próximo de 30 do que de 19%. Dando a ele um PFR de 25% no CO, quando ninguém ainda entrou no pote, ele terá um range de 22+, A2s+, A7o+, K9s+, KTo+, Q9s+, QTo+, 76s – T9s. Um range grande com certeza, mas agora podemos começar a jogar nossa mão contra a dele ao invés de simplesmente jogar a nossa mão.

Assim como nós consideramos de que forma o raise do vilão afetou e definiu o range dele, vamos agora considerar como um 3-bet nosso definiria o nosso range. Assumindo um típico TAG jogando 100nl para abaixo, um range típico para 3-bet de um regular aqui poderia ser interpretado pelo vilão como JJ+/AQ+. Contra um range tão forte e com o entendimento do valor da posição, isso resultará em uma polarização da ação por parte do vilão. Por isso, eu quero dizer que raramente ele dará flat-call em sua 3-bet e mais frequentemente ele dará 4-bet ou fold. Mas antes de considerarmos o que essa polarização significa para nós , vamos primeiro olhar para quais seriam os efeitos de uma 3-bet com TT quando consideramos o que o vilão pensa sobre nosso range.

Por darmos 3-bet com TT nós representamos uma mão mais forte do que temos, já que decidimos que o vilão frequentemente vai nos colocar em pelo menos JJ, uma vez que dermos a 3-bet. Sempre que você jogar, é importante considerar como cada ação está definindo seu range e onde a força de sua mão se encaixa naquele range. Nesse caso, estamos estreitando nosso range consideravelmente por dar 3-bet, e TT se encaixa entre as mãos mais fracas desse range em força. Sempre que você se achar com uma mão que está entre as mais fracas do seu range, você usa essa mão para pegar um blefe ou como um blefe posterior representando uma mão ainda mais forte e um range ainda menor.

Conversamente, entretanto, quando uma mão está no topo de seu range em posição você pode fazer com que o vilão aposte por valor uma mão pior ou ele pode tentar blefar você para fora da mão imaginando que você esteja com uma das mãos mais fracas do seu range. Então se esse é o caso, a menos que estejamos planejando colocar mais dinheiro no pot com TT (contra uma 4-bet do vilão que espera que tenhamos JJ+/AQ+ a maior parte do tempo), estamos tornando nossa mão em ar se escolhermos dar reraise e fold para uma 4-bet porque não iremos até o showdown com ela. Por transformar nossa mão em ar desse modo, nossa única lucratividade vem do fato de que iremos ganhar esse pequeno pot sem um flop a maior parte do tempo.

Comparativamente, quando damos flat call pré-flop estamos no topo de nosso range de mãos com as quais daríamos call e também ganhamos o benefício de manter nosso range muito maior pois o vilão terá maior dificuldade para nos colocar em um range. O benefício de ter um range grande em qualquer situação é claramente o fato de que o vilão tem muito mais dificuldade em jogar corretamente contra nós já que podemos ter muitas mãos diferentes e também podemos representar muitas mãos diferentes como blefes. Claramente, a menos que estejamos encarando um oponente que seja explorável por dar 4-bet com um range que TT esteja a frente ou que vai incorretamente dar call em 3-bets com um range amplo demais, o flat call deve ser o move standart nessa situação. As mesmas considerações devem ser usadas para outras mãos em outras posições também – por exemplo, JJ encarando um raise do UTG. Para resumir, assim como as ações do vilão estarão polarizadas entre fold ou 4-bet, nosso range deve ser polarizado entre mãos as quais iríamos allin quando ele der 4-bet e mãos que poderíamos dar insta fold para uma 4-bet, evitando mãos que ficariam num meio termo como TT.

Com T9s temos uma mão que obviamente não é nem de longe tão forte como TT e de fato fará foldar algumas mãos melhores se dermos 3-bet com ela. Entretanto, embora possamos fazer com que ele dê fold em uma grande porcentagem de seu range, ganhando frequentemente o pot sem showdown, precisamos comparar isso com a lucratividade de se jogar essa mão em posição pós-flop. Por muitas das razões pelas quais dar 3-bet pré-flop com TT em posição é uma escolha medíocre, dar 3-bet com uma mão que joga bem pós-flop e até mesmo melhor que TT se for multi-way como T9s, dar 3-bet com T9s é um erro similar. Ter o button em um pot multi-way com uma mão como T9s tem uma quantia de equidade implícita inestimável já que uma mão como essa pode ver o turn, ao contrário de TT ou pocket pairs piores e possibilita a um bom jogador ganhar muitas mãos sem showdown as quais não seria possível tendo 66 por exemplo.

Agora finalmente, vamos considerar o mesmo raise do CO enquanto temos KTo. Podemos dar call? Quando olhamos para o range do vilão, ele inclui mais mãos que nos dominam (AK/AT/KJ/KQ/TT/KK/AA) que mãos que dominamos(QT/JT/K9s). Nossa mão na melhor das hipóteses, está no meio do range dele, e lembrando a Teoria do Gap de Sklansky, nós queremos ter uma mão que seja pelo menos igual à do vilão. Certamente que, sem conhecer um leak, uma falha explorável no jogo do vilão, da qual poderíamos tirar vantagem já que estamos em posição, esse flat call será difícil de jogar lucrativamente.

Mas voltando ao nosso julgamento original do range de abertura do CO (22+, A2s+, A7o+, K9s+, KTo+, Q9s+, QTo+, 76s – T9s), vamos agora considerar o range de 4-bet dele versus uma 3-bet em posição aqui. Assumindo que ele não tenha razão para esperar que nós vamos dar 3-bet/fold tão frequentemente, já que JJ+/AQ+ é uma parte tão dominante do nosso range, então a 4-bet dele deve ser algo em torno de JJ+/AK com algumas mãos randômicas no meio já que ele deve estar inclinado a sair da linha aqui ou ali. Tal range representa os top 3.5% de mãos, e quando comparado ao seu 25% PFR original no CO, esse é um percentual muito pequeno, e um desequilíbrio muito explorável entre seu range raise/continuar na mão (o ocasional raise/call mais seu raise/4-bet) e seu range raise/fold.

É importante manter um equilíbrio entre esses dois ranges em geral, porque um desvio em qualquer direção pode ser facilmente explorável. Por exemplo, nesse caso, se o desequilíbrio do vilão estiver em seu range raise/continuar na mão for muito grande em relação ao seu range total, então podemos explorar ele dando mais 3-bet por valor com nossas boas mãos do que normalmente faríamos. Mas se o vilão só continuará com o top 3.5% de suas mãos, então isso significa que ele vai dar fold (e muito raramente, call) 86% do tempo!

Quando consideramos também as vezes ocasionais em que tomamos call do SB/BB ou tomamos call fora de posição do CO que frequentemente terá um range em torno de 88-JJ, o fato de KT estar bem contra esse range, essa mão se torna um excelente candidato para o 3-bet já que decidimos que flat-call não é lucrativo.

Eu espero que esse artigo sirva como uma base para cimentar seu jogo pré-flop, enquanto levanta questões para se considerar outras situações. Considerações sobre como as ações definem o range de seus oponentes, onde sua mão se encaixa no range que você está representando, a importância de equilíbrio entre seus ranges, tudo isso é de vital importância não apenas para decidir quando e se dar 3-bet pré-flop, mas a qualquer ponto em que essas questões se aplicarem, para qualquer mão que você jogue. Usando o tempo para responder essas questões, a freqüentemente nebulosa pergunta “Devo dar 3-bet?” vai ter uma resposta muito mais clara.

Clique aqui para comentar este artigo no fórum do MaisEV.

Se você tiver dúvidas sobre os termos utilizados neste artigo, veja nosso dicionário de termos de poker.


Veja mais:

Salas de Poker