Coisas que Levei um Tempo para Aprender – Parte VI

Por: 11/11/2008

Parte 12 – Ranges de Abertura em LP

Um pedido que surgiu inúmeras vezes no tópico “O que você quer ver?” foi sobre ranges de abertura em late position. Eu acho que já que tantos de nossos raises são em late position, isto poderia certamente ser um tópico que valesse a pena.

Primeiro de tudo, vamos definir late position. Para o propósito da discussão, vamos falar do button, cut off e hijack. Certamente existe uma diferença entre as posições do button e do hijack, mas vamos agrupá-los na maioria das vezes. A primeira coisa a entender sobre raises em late position é que o tamanho dos stacks atrás de você é quase tão importante quanto seu stack. Então, quando avaliar a qualidade das situações para se abrir em late position, você precisa estar bem atento sobre quais jogadores e quais stacks estão atrás de você.

Primeiro, vamos falar sobre situações assumindo que todos os stacks atrás são iguais. Vou dar exemplos considerando que você é o CO, já que está no meio dos late positions. Também, vamos assumir que tem antes no jogo, o que dá mais incentivo para um jogo agressivo em LP. Sem antes você pode simplesmente largar as menores mãos desses ranges.

50 BB’s ou mais: com estes stacks efetivos pode abrir com um range completo de mãos.

Dependendo de quão agressivos são os jogadores atrás de você, eu diria que pode abrir com o seguinte: 22+, A2s+, A7o+ (pode entrar com mais, dependendo dos vilões), 54s+, JTo+, KTo+, QTo+, 75s+ (two gappers), T7s+ (three gappers). Se os vilões na sua esquerda são bem tight, você pode ter range bem maior que este, aumentando com off suit connectors e suited two gappers. Dependendo de quão confortável você esteja jogando o pós-flop com algumas mãos marginais, você certamente pode largar algumas dessas mãos, especialmente as gapped ou as off suit fracas.

~40 BB’s: você pode abrir com um range bem parecido, entretanto há um fator adicional para ser levado em conta aqui, bons jogadores vão dar flat call com um range mais largo aqui do que com 50 BB’s. Por exemplo, se você dá raise no CO com 50 BB’s (efetivos) ou mais e o SB tem AJ/AQ, ele pode, frequentemente, dar 3-bet, no entanto com 40 BB’s eles vão mais provavelmente dar flat call (o tamanho do stack nos deixa ciente, de qualquer forma), já que dar 3-bet com esses stacks cria um tamanho de pot complicado em relação aos stacks pós-flop. Exemplo, você aumenta 2,6X no CO, SB 3-bet para 9X, BB fold, você call. Agora tem ~20 BB’s no pot com ~30 sobrando nos stacks. É um pot um pouco pequeno para open shove e um pouco grande para bet/folding. Muitos jogadores (especialmente em stakes baixos) vão dar 3-bet nesse range mesmo assim, desavisados dessa conequência multi-street. Fora isso, o range de abertura para 40 BB’s deve ser similar ao de 50, é claro, ainda dependendo de quão agressivo são os jogadores à sua esquerda.

~30 BB’s: é aqui onde precisamos começar a fazer algumas mudanças. O stack de 30 BB está por volta da área onde os jogadores vão começar o resteal all in (mesmo que você saiba que é uma overbet, eles não sabem), assim como ir go and go em você. Contra jogadores que são agressivos você deve considerar um range mais tight aqui, especialmente considerando que alguns dos connectors/suited fracos serão um pouco piores no pós e jogadores que dão flat call nos blinds terão uma chance de check raise all in mais fácil no flop. Embora não seja completamente rígido, eu tendo a aumentar com mãos como: 22+, A2s+, A9o+, 67s+, QJo+, KTo+, QTs+. Dependendo de quem está em sua esquerda este range pode ser um pouco mais tight ou um pouco mais loose, e você certamente está paralisado em 30 BB’s com seu range.

14-22 BB’s: Com este stack meu range de abertura fica consideravelmente mais tight. Com 23+ BB’s pode ser um range bem semelhante ao de 30, mas menos que isso você deve star consciente do fato que você sofrerá resteal all in com um freqüência muito mais alta que com qualquer outro stack. É adicionalmente ruim porque quando isso acontece é uma parte bem significante do seu stack que você perde quando recebe reraise. De dificuldade adicional para o topo desta faixa de stack é que muitos jogadores terão no flop um check raise all in muito fácil, e será frequentemente o suficiente para não dar odds para holdings fracos. Se você aumenta 2,5X pré no CO com 20 BB’s efetivos e o BB dá call, tem cerca de ~7 BB’s no pot, ficando 17,5 BB’s para trás. Quando ele dá check e você talvez aposte ~4 BB’s e ele entre, você não pode pagar facilmente co 100% do seu range. Este também é o tipo de tamanho de stack onde se você dá raise e é pago, você deve considerar dar check de volta em mais flops com texturas perigosas ou com grandes draws. Com este stack, dependendo de quem está à minha esquerda, eu praticamente apenas dou raise em mãos com as quais quero entrar de all in. O que significa, grosseiramente, 66+, ATo+, A9s+, KQs (discutível).

13 BB’s e menos: a esta altura a maioria de suas aberturas em late position (com antes) serão shovadas. Em um field de desconhecidos as únicas mãos que você deve aumentar são aquelas com as quais realmente quer ação, mas em torneios como o 100r você deve dar shove com 100% do seu range, já que a maioria dos jogadores sabe que ninguém mais dá raise/fold 12 BB’s em late position naquele torneio.

Agora vamos falar sobre como os jogadores da sua esquerda afetam seus ranges. Haverá alguns jogadores que são tão tights e incapazes de dar resteal que você deve, discutivelmente, abrir com quaisquer cartas em LP, dependendo de sua posição. Isto pode também ser aplicado a jogadores que ficam muito tights em situações de bolha.

Entretanto, em algumas situações você deve considerar ainda foldar ~20% do seu range, já que se bombardear constantemente estes jogadores com raises eles vão quase certamente fazer ajustes e começar a dar call/3-bet por rancor. Ninguém gosta de se sentir abusado. Com jogadores felizes muito loose que dão muito resteal você precisa, é claro, ter um range de open raise mais tight, mas ter um range mais loose com o qual você dá call em seus shoves.

Com jogadores da variedade muito tight/muito agro, seu raise deve quase sempre ter um plano de entrar na ação. Você deve saber o quão tight deseja dar fold se um nit vem do topo, e quão loose você vai dar call quando o spewy o faz. Não aumente 55 no CO com um spewy no SB com 16 BB’s e então discuta com você mesmo sobre um call. Analisar os ranges no pokerstove (você sempre irá ter que estimar um range, o que é mais difícil com os spews) irá te dar uma idéia de quão loose você terá que ser com seus raises/calls.

Eu preciso enfatizar novamente, são os stacks efetivos que importam. Se você tem 40 BB’s no CO, e todos os três jogadores atrás de você têm 13-20 BB’s, você deve tratar do seu range de abertura como se tivesse 13-20 BB’s, a menos que todos sejam grandes nits. Na maior parte do tempo as coisas não vão se alinhar tão facilmente para você, então você precisa observar os jogadores à sua esquerda atentamente para ver do que são capazes de fazer no pré-flop com esses stacks e como seus stacks mudaram recentemente. Jogadores que acabaram de perder parte do pot até 15 BB’s são mais propensos ao resteal que jogadores que esperaram para dar shove com 7 BB’s e só agora dobraram.

Os ranges que dei não são terrivelmente rígidos, alguns jogadores se sentirão confortáveis em serem mais loose ou mais tight, dependendo da habilidade do vilão e de sua própria habilidade. Também tenha em mente o metagame, se você aumentou nos últimos dois buttons, provavelmente deve ser mais tight no terceiro. Se você foldou os últimos dois, pode dar raise com um range mais loose, obviamente. Estas não são regras rígidas e rápidas, mas espero que sirvam bem como guias.

Parte 13 – Ranges

Infelizmente eu estive ocupado queimando dinheiro na fogueira no poker live, então não fui capaz de escrever por um tempo. Eu não tenho muito live para jogar pelo próximos dois meses, então tenho algum tempo para escrever e quero recomeçar a série “Coisas que levei um tempo para aprender”. Espero que este artigo seja um retorno à forma.

Como escrevi na parte 9 sobre leitura de mão, tudo se trata de pôr o vilão em ranges. No entanto, eu não elaborei sobre o enorme impacto de entender ranges de mãos em geral. O simples fato é este: se você pode determinar o range de alguém, você possui sua alma. Determinar o range de alguém pode algumas vezes ser muito fácil, e outras bem difícil, e é completamente dependente da situação. Algumas vezes uma pessoa fará alguma coisa tão incrivelmente óbvia que tornam seu range de apenas uma ou duas mãos.

Algumas vezes o range de uma pessoa fica polarizado, significando que o vilão ou tem uma grande mão ou um blefe. Quando bons jogadores pensantes jogam contra outros bons jogadores pensantes, eles irão tentar esconder seus ranges, e ficar com conversa fiada para serem enganosos. O que isso significa é que eles jogam de um jeito em que jogariam com muitas mãos, para prevenir que se dê alguma pista que permita que se meça seus ranges com alguma força. Estar apto a ler ranges é simplesmente uma extensão da leitura de mãos, apear de ser algo mais generalizado.

Então, como lemos ranges? Bem, para poder ficar bom, precisa-se de experiência. Por exemplo, quando comecei a jogar poker live depois de ter passado tantos meses completamente online, eu não estava acostumado com como os ranges de 3-bet e shove das pessoas era COMPLETAMENTE diferentes. Depois de alguma experiência eu estava apto a fazer os ajustes necessários. Mesmo em alguns torneios online, os ranges para uma situação semelhante, ou mesmo exatamente igual, podem diferir enormemente baseado no que o torneio é. Exemplo: ambos o CO e button têm 40 BB’s com antes em jogo, ambos são 100% desconhecidos para você. O CO abre com raise 2,6X. O button
dá 3-bet para 8,5X. Os blinds dão fold e o CO dá shove. Agora, leve esse exemplo para o 100r e o CO tem um range muito maior que em um 50 freeze out.

Isto é, é claro, um exemplo muito simples e óbvio. No entanto, sem saber nada sobre 100r ou 50 FO e não tendo qualquer experiência em ambos torneios, você pode não necessariamente perceber quão grande sejam as diferenças entre os ranges. Fora o argumento da experiência, entretanto, a leitura de ranges pode facilmente ser ensinada e praticada. Vamos começar com leitura de mãos no começo de torneio.

Leitura de Range no Começo do Torneio:

A parte boa sobre leitura de range em começo de torneio é que as pessoas estão frequentemente fazendo jogadas menos elaboradas ou caras, especialmente pré-flop. Considerando que sabe um pouco sobre seu oponente você deve estar apto a ter uma idéia decente de seu range pré-flop quando ele toma certas ações. Agora, isso pode resultar no range dele ser bem largo, mas ao menos você tem algo de onde partir e eliminar mãos mais tarde.

Exemplo: level 1 em um freeze out 100 do Stars, com blinds 10/20.

Você abre em MP2 para 70 e o button, que você sabe que é um jogador vencedor, dá flat call. Qual o range dele?

Dependendo do jogador é sempre algo em torno de: 22-JJ, AJ-AQ, 54s+, KJo, KQo, JTs-ATs, 64s-J9s. Isto não pode ser exato, mas é razoável, e podemos esperar que QQ+/AK dê reraise.

Uma vez que você tem uma idéia de seu range pré-flop, você pode começar a eliminar possibilidades pós-flop dependendo da ação e textura do flop. Isso tudo se torna natural com a experiência. Agora vamos dar uma olhada em alguns exemplos de mãos de começo de torneio e pensar sobre como o conhecimento de seu oponente mais pensar sobre seu range leva a uma decisão.

Stars, freeze out 109. É o primeiro level, blinds 10/20.

O vilão na mão é poster bem conhecido do 2+2, Mattsuspect. Ele sabe quem eu sou e eu sei que ele é bem TAG nessa fase do torneio. Eu não tenho muita informação do UTG+2, então tenho que creditá-lo um range normal.

Stack do herói: 2880
UTG+2: 6120
MP2 (Mattsuspect): 3010
Recebo Kc Ks no CO. Blinds são 10/20.
Preflop: 2 foldam, UTG+2 aumenta para 80, 1 fold, MP2 dá reraises para 280, Herói call, folda até o UTG+2, UTG+2 call 200.

Ok, nesse nível eu me sinto bem confiante de que para Mattsuspect dar reraise num jogador early position nessa fase do torneio ele tem um range bem pequeno. Muitos TAGs estão até dando cold call com AK aqui, já que o UTG+2 não dá call em um reraise com muitas mãos piores que AK. Eu espero plenamente que seu range de 3-bet seja QQ+ aqui, embora algumas vezes jogadores adicionem AKs e JJ. Dou call porque sei que se der 4-bet seu range pode jogar perfeitamente contra mim. Seu QQ/AKs vai foldar rapidamente, já que ele sabe que meu range 4-bet é apenas KK+, dada as posições, mas ele pode pensar que meu range de cold call é algo como JJ+/AK.

Flop: 7c Qd 9h (Pot 870)
UTG+2 check, MP2 aposta 700, Herói folda.

Para mim isto pareceu como um fold muito simples e sobretudo uma mão simples. Eu sei que mesmo que o range do MP2 inclua AK e JJ ele não vai apostar tanto contra dois jogadores, especialmente não quando um jogador pensante deu cold call em seu reraise. QQ deu um suck out em mim, e eu ainda estou, é claro atrás de um AA. Logo, não ganho de nada em seu range e foldo facilmente. Ok, vamos com mais um exemplo de começo de torneio que entra em como o range de
um jogador vai reagir a certas jogadas:

O jogador nesta mão era um jogador online bem conhecido ‘yellowsub’. Em minha análise vou parafrasear um post que o djk123 fez no tópico, então ele também merece algum crédito. O torneio é o $500+50 Sunday Million do Full Tilt. Estamos sem reads.

MP2: 4908
Herói: 4940
Herói tem Ah Qh no CO.
Preflop: folda até o MP2, MP2 aumenta para 150, Herói call, 3 foldam.

Pareceu bem comum para mim até agora. Podemos novamente dar um range bem grande para o vilão.

Flop: 5c 3h Ac (Pot 360)
MP2 check, Herói aposta 245, MP2 call 245.

A esta altura a mão fica um pouco estranha. É estranho o MP2 não dar c-bet em um bordo como este, e isto frequentemente significa que ele tem um range polarizado. Um range razoável para dar ao MP2 é algo como 99-KK, 33, 55, AA, A9-AK, ou apenas talvez uma jogada muito ruim/estranha com suited connectors de paus. Na maioria do tempo entretanto, sua mão está em uma das primeiras categorias, tanto um par com value no showdown que não quer transformar sua mão em um blefe, ou uma grande mão que quer pegar o herói. AJ-AK não são tão granes, e estão frequentemente apostando, mas vão algumas vezes dar check esperando receber value e pensar em um bordo como este é difícil para o oponente bater.

A aposta parece normal, como podemos ainda ganhar value dos pares, do raro/estranho draw de paus, e A’s piores, A esta altura, eu mediria o range do vilão entre 99-KK ou 33+55+AA já que A’s e flush draws geralmente apostam no flop.

Turn: Kh (Pot 850)
MP2 check, Herói aposta 609, MP2 aumenta para 2120, Herói folda.

Aqui está onde muita discussão se passou. A verdadeira questão nessa mão é se o turn foi a jogada correta. Djk123 veio no tópico e destrinchou o range do vilão e suas prováveis ações com estes ranges e deu informações sobre por que bet/fold no turn é incorreto. A lógica é a que se segue; se nós normalmente damos ao range do vilão 99- KK e slow played sets, não pode haver muito value em apostar neste turno. Os slow played sets vão agora dar check raise na gente e teremos que dar um fold desgostoso.

Os pares tentando chegar ao showdown vão dar crédito de um A ao herói e foldar. KK não dá suck out e vai de checkraise. Se nós dermos check no turn e fizermos nosso flush podemos, é claro, entrar no river contra qualquer coisa. Se nós dermos check no turn e o vilão aposta no river nós podemos sempre dar call, já que o vilão vai às vezes mostrar A’s piores e um flush draw perdido ocasional. O vilão também está mais propenso a pagar 2 streets com uma mão do tipo 99-QQ se nós dermos check back no turn e parecer que estávamos simplesmente dando um tiro no flop, mas agora decidimos tentar e blefar novamente no river.

Novamente, nós vemos que a chave para os ranges é ter informação e considerações sobre as prováveis ações de nossos oponentes em certas mãos. Ao ser observador e aprender como os jogadores reagem a certas texturas de bordos, a leitura de ranges torna-se muito mais fácil.

Leitura de Range do Meio ao Fim do Torneio:

Nos estágios do meio ao fim dos torneios, a parte importante da leitura de mãos frequentemente trata-se de shove e reshove. Para esta parte do artigo trouxe um escritor convidado, Luckychewy, conhecido como Runthistable, quem eu acredito ser melhor para explicar este processo, a matemática e as ferramentas envolvidas (Pokerstove, Sitngo power-tools). Aqui está sua contribuição:

Três coisas ridiculamente cruciais para se ter acesso para qualquer aspirante a jogador
de torneios, quando revisando as sessões, são Calculator, Pokerstove e SnG Power
Tools. Como todos vocês sabem agora, do meio ao fim e especialmente o jogo de fim de torneio depende pesadamente no quão hábil você é em dar pushes. Estes três programas vão ajudá-lo bastante a melhorar seus pushes e ajudar a combater outros pushers. Eu uso a calculadora e o stove para ajudar nos ranges de call, e o power tools para ajudar nos ranges de shove. Em várias situações você será bem direto depois de um tempo, mas de vez em quando tem uma situação que precisa ser revista, e é assim que você deve fazer. Pelo que vale, eu recomendo jogar algumas mão num arquivo do Word enquanto joga uma sessão, tornando mais fácil encontrar exatamente o que você quer
revisar depois.

Enquanto pensar com qual range dar call em um shove, você precisa primeiro pensar qual equidade precisa versus o range do adversário para ficar breakeven. Obviamente break even não é ruim, e nós não devemos foldar pequenos edges na maioria dos casos, mas seu objetivo deve ser tornar seus calls em shoves lucrativos. Existem várias situações que surgem nas quais não sei se estou fazendo um call + ou – EV porque é muito próximo, a estas situações me refiro como marginais. Algumas vezes eu passo situações marginais, e outras vezes não, tudo depende de muitas variáveis. Conforme fica melhor e melhor em ranges de call e push você se encontrará em menos e menos situações marginais, conforme as coisas começam a se tornar mais claras se são lucrativas ou não.

Então, começando com ranges de call. É aqui onde são usados o Calculator e o PokerStove. Primeiro você precisa pensar em sua equidade necessária, dados os pot odds. Um exemplo de mão do 55k garantido do full tilt, a seguir: Jogador desconhecido no CO dá shove 15,5k em 1k/2k/250 ante com 8 jogadores na mesa, e estou no BB com 55 quase 65k depois de postar. O pot é 3k em blinds + 2k em antes + os 15,5k que ele shovou = 20,5k. Eu só tenho que pagar 13,5k, já que estou no BB, o que significa que tenho 20,5:13,5 ou perto de 1,5:1. Para imaginar exatamente qual equidade precisa para ficar breakeven você pega o que está no pot, adiciona o quanto precisa pagar, e então divide este novo número por quanto precisa pagar. Então, se 20,5 = x e 13,5 = y, a fórmula seria y/x+y. Neste caso, x+y = 34, e y é 13,5, então 13,5/34 = 0,397.

Essencialmente preciso ter 39,7% de equidade ou mais versus esse range para fazer um
call lucrativo.

A segunda parte envolve PokerStove. Eu primeiro ponho minha mão e depois estimo um range apropriado para o jogador no CO. Poker tem muito mais áreas cinzentas que pretas e brancas, então se você estima um range e depois descobre que o jogador no CO é um imenso nit ou grande spew, bem, você não sabia disso a tempo e não há muito o que se dizer. Você vai inevitavelmente cometer erros ao determinar ranges, mas vai se tornar melhor com o tempo e mesmo eu não estou nem perto de ser tão bom quanto alguns jogadores que surgiram dos SnG’s, onde é essencial que você saiba os ranges corretos de call/push em várias situações. Neste caso vou dar ao CO desconhecido um range mais conservador de 22+, A2s+, K8s+, Q8s+, J9s+, T9s, 98s, 87s, A2o+, K9o+, Q9o+, JTo e tenho ~51.7% de equidade. Então claramente isto é melhor que um call breakeven, visto que só precisava ter uma equidade de ~39,7% e eu tenho ~51,7%, um call bem lucrativo ao longo prazo. Para aqueles que se importam, nesta mão ele tinha AQo e perdi um flip considerável. Isto poderia significar que seu range é mais tight do que imaginei ou pode significar que simplesmente aconteceu de que ele tinha o topo do range desta vez. Mas estou satisfeito com o call e o faria de novo se fosse necessário.

Geralmente com considerações sobre ranges de push em oposição aos ranges de call, seu range será muito maior porque seu lucro vem da quantidade de folds que recebe. Obviamente quando faz um call você não tem fold equity, o que, como expliquei mais cedo, é por isso que precisa ser um favorito versus o range do jogador com os pot odds dados. A equidade de seu range de push versus o range de call de um jogador geralmente não será favorito, mas você recebe muitos folds, então ainda é lucrativo.

SnG Power Tools é uma grande ajuda em pensar com que range pode dar um push lucrativo, e em qual posição. Diferente do Calculator e PokerStove, entretanto, não é gratuito, mas é barato. Eu recomendo muito que aqueles que não o tenham compre-o. Pode consegui-lo online por cerca de $20, o mínimo em comparação com o retorno que ele pode potencialmente te dar se usá-lo bem. Novamente, entretanto, ele faz os cálculos a partir de suas considerações sobre os ranges de call de outros jogadores. É importante, é claro, fazer boas considerações, mas você vai inevitavelmente estar errado algumas vezes. Geralmente se você está bem próximo, será bem claro se um shove é lucrativo ou não, mas nem sempre. Como sempre, tudo depende muito do oponente, então não tem problema em generalizar algumas vezes (como terá de fazer contra jogadores desconhecidos) você definitivamente não quer fazer as mesmas considerações do range de call do BB versus seu shove no button se o BB for charder 30 ou joeshmo123456. Se eu tivesse que chutar, charder deve dar call com um range um pouco maior que o do Joe.

Isso é tudo que tenho a dizer sobre ranges de call e push. Eu aprendi muito com o 2p2 e conheci tanta gente legal e amigos neste site que me senti na responsabilidade de dar alguma coisa em troca. Espero que tenham aprendido um pouco e ganhem muito dinheiro no futuro (espero que não o meu!). Obrigado por lerem.

Este foi mais um trecho do artigo “Coisas que Levei um Tempo para Aprender” de Bond18 traduzido por “Robinho” com a colaboração de Pedro Ynoue. Mais uma vez agradecemos aos dois pela colaboração. Clique aqui para comentar este artigo no fórum.

Se você tiver dúvidas sobre os termos utilizados neste artigo, veja nosso dicionário de termos de poker.


Veja mais:

Salas de Poker